Publicidade
Entre átomos e bits
17 de Janeiro de 2024

Entre átomos e bits

Nova onda de transformações combina nossa vida física e digital

Publicidade
Por Cristiane Soethe 17 de Janeiro de 2024 | Atualizado 12 de Janeiro de 2024

Estamos vivenciando uma nova realidade, em que os átomos encontram os bits. Essa é a essência do novo relatório Technology Vision, tradicional estudo da Accenture. E o que isso significa? Que a nova onda de transformação que estamos vivendo está criando uma combinação entre nossa vida física – nossos átomos – e a nossa vida digital – os bits. E essa fronteira cada vez mais sutil entre o digital e o físico está mudando nossa forma de agir e de consumir. O estudo lembra que estamos apenas no começo. A fusão do digital e do físico não está apenas gerando novos produtos e serviços, mas também é a força por trás de uma nova era de pesquisa científica.

Estamos diante, portanto, de um cenário promissor mas, ao mesmo tempo, assustador no sentido de que nem todos estão prontos para esta mudança tão radical. Tanto as organizações quanto as pessoas têm construído suas vidas digitais há um período relativamente curto de tempo. Ainda existe insegurança, risco de fraudes e vazamento de dados. Vemos companhias obrigadas a tornar o trabalho totalmente digital durante a pandemia e que agora sofrem dificuldades para voltar ao modelo tradicional. Os esforços precisam ser feitos no sentido de fundir os dois mundos – digital e físico – de forma articulada e segura, a fim de abrir caminhos para possibilidades realmente novas.

Publicidade

Realidade compartilhada

Um dos grandes desafios apontados pelo Technology Vision é como as organizações devem agir nesta nova realidade compartilhada e investir nas ferramentas científicas e tecnológicas para estar à frente da disrupção. O relatório cita problemas compartilhados por grande parte das empresas atualmente e que estão de alguma forma interligados, como: realinhamento da mão de obra global; interrupções na cadeia de suprimentos; desinformação; pressão crescente de clientes e governos por soluções mais sustentáveis; além de um cenário crescente de ameaças cibernéticas. A questão é que muitas empresas ainda não possuem as ferramentas necessárias para resolver esses problemas. “As estratégias e tecnologias de ontem estão provando que não são suficientes para superar os grandes desafios que as empresas estão começando a enfrentar”, aponta o estudo. Neste sentido, a sugestão seria construir uma realidade compartilhada de átomos e bits para começar a lidar com novos problemas de novas maneiras, criando ferramentas para resolvê-los de forma conjunta.

As fronteiras estão se expandindo e os desafios globais forçando as empresas a pensarem em como contribuir para resolver problemas coletivos. A aproximação da ciência e da tecnologia da informação também contribui nesse sentido. De acordo com dados do levantamento, 83% dos executivos acreditam que os recursos de tecnologia científica poderiam ajudar a enfrentar os grandes desafios sociais de problemas e doenças relacionados à saúde, enquanto 75% acreditam que os recursos de tecnologia científica também podem ajudar a enfrentar a pobreza/desigualdade.

Compartilho aqui cinco tendências tecnológicas apontadas pelo documento da Accenture que, ao meu ver, já estão mudando a forma como consumimos e nos comportamos:

Identidade digital

A identidade digital está se tornando discretamente a chave para as aspirações tecnológicas das empresas, e os esforços para reimaginá-la estão em andamento – não apenas para as pessoas, mas para todas as coisas.

Seus dados, meus dados, nossos dados

A transparência se tornará o recurso mais precioso. Os ecossistemas de dados estão sendo remodelados por uma transparência radical, à medida que as empresas aproveitam seus dados para oferecer insights sem precedentes sobre seus negócios.

Inteligência Artificial 

Os modelos básicos estão impulsionando uma das maiores mudanças na história da IA. Agora, os líderes empresariais podem deixar de criar sua própria IA e passar a criar com a IA.

O big bang da computação e da ciência

Após décadas de hiperfoco na tecnologia digital, a ciência está voltando ao topo das agendas das empresas.

Como você e sua organização estão se preparando para essa realidade e para os novos desafios?

Mais conteúdos sobre comunicação e consumo no meu Linkedin.

 

 

*imagens ilustrativas: CanvaPro

Publicidade
WhatsApp
Junte-se a nós no WhatsApp para ficar por dentro das últimas novidades! Entre no grupo

Ao entrar neste grupo do WhatsApp, você concorda com os termos e política de privacidade aplicáveis.

    Newsletter


    Publicidade