Direto de Cannes, Paris Hilton aceita título de “Rainha do Metaverso”
22 de Junho de 2022

Direto de Cannes, Paris Hilton aceita título de “Rainha do Metaverso”

Hilton declarou que está “à frente de seu tempo”, sendo a estrela do Paris World

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

 

A Meta, empresa de Mark Zuckerberg que desde 2021 não esconde que seu futuro está no metaverso, está apresentando novas iniciativas no Cannes Lions de 2022. Quem também está presente é a realeza desse mundo virtual. No caso, a socialite e influencer americana Paris Hilton, que tem 20 milhões de seguidores no Instagram.

Publicidade

Em Cannes, Hilton declarou que está “à frente de seu tempo”, sendo a estrela do Paris World, sua experiência virtual que juntou 400 mil usuários no “Neon Carnival” em abril de 2022.
Esse mundo está dentro da plataforma Roblox.

Hilton de fato pulou para dentro de tecnologias quentes dos últimos anos, como criptomoedas, NFTs e agora o metaverso, participando de iniciativas junto com empresas tecnológicas ou até abrindo companhias por conta própria. Por isso o título de “Rainha do Metaverso” não é absurdo.
Se você perguntar a 10 pessoas sobre o que é NFT, você terá 10 respostas diferentes que poderia de fato estar corretas, segundo Hilton. “Para mim é apenas uma gravação digital do blockchain”, declarou. Ela descreveu também que a sua jornada no espaço virtual começou há muito tempo antes mesmo de existir os termos Metaverso e NFTs. Sua missão é de elevar a força feminina neste negócio dominado pelos homens.

Vaynerchuk acrescentou também que uma das razões que as pessoas têm dificuldades para entender NFT, é o fato de que esta tecnologia é aplicada pelo ‘cérebro da internet’, ao blockchain. NFT é nada mais do que um ativo digital que você possui e todo mundo sabe que você tem. Ele percebeu o potencial do Metaverso quando o Farmville teve enorme sucesso no Facebook. “As pessoas gastavam dinheiro para comprar ovelhas digitais”, ressaltou.
Ele também afirmou que a revolução NFT não foi iniciada por empresas de tecnologia ou tecnólogos, mas por criadores, artistas e provavelmente comunidades, que estavam em um espaço de diálogo bidirecional.

 

A diferença da Web3 e Web2

Hilton observou que a maior diferença que ela vê entre o mundo Web3 e o mundo Web2 são as comunidades. “A Web2 era sobre construir uma audiência. A Web3 é sobre construir comunidades e também acredita que a Web3 mudará a história e que ela já está vendo o surgimento de novos influenciadores digitais. “São pequenos personagens virtuais que agora são celebridades e estão fazendo campanhas com a Gucci, tirando negócios de influenciadores reais. Isso vai mudar a história e estou muito animada”, exclamou Hilton.

 

Painel VaynerX em Cannes

Após o interesse inicial que gera essas novas tecnologias, a adoção sempre é mais complicada, precisando de fundos, pessoas que levem adiante a ideia e, claro, usuários.
Por isso a exposição em Cannes com certeza é bem-vista por Hilton e outros nomes do meio, como Gary Vaynerchuk, CEO da VaynerMedia e um grande nome do marketing digital. Os dois fizeram parte do painel VaynerX: The NFT Revolution and What It Means for Brands (“Vayner X: A Revolução do NFT e o que Isso Significa para as Marcas”). Swan Sit, ex-VP de Marketing Digital Global da Nike, completou o evento.

Publicidade