Publicidade
Marketing da Barbie: Chefe da Mattel comenta como as estratégias mudaram o modelo de publicidade
27 de Dezembro de 2023

Marketing da Barbie: Chefe da Mattel comenta como as estratégias mudaram o modelo de publicidade

Lisa McKnight, vice-presidente executiva e diretora da Mattel, falou ao The Drum sobre o sucesso do marketing da Barbie ultrapassou os valores arrecadados pela bilheteria do filme da boneca.

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Após cinco meses que vimos o filme de uma das bonecas mais amadas do mundo chegar às telonas, Lisa McKnigh, vice-presidente executiva e diretora de marca da Mattel, revelou à publicação que o marketing da Barbie mudou a forma de publicidade da empresa.

“O filme Barbie provou nossa estratégia de longo prazo de evoluir de um fabricante de brinquedos para uma empresa movida por IP”, falou McKnigh. A Mattel tem uma lista com mais de 14 longas que estão sendo produzidas, que já tem uma extensão lista de eventos.

Publicidade

A produção de Greta Gerwig teve uma arrecadação de US$ 1,4 bilhão em vendas de ingressos pelo mundo, se tornando a maior bilheteria do ano. Além disso, o lançamento do filme fez com que as vendas da Barbie aumentassem em 16% no terceiro trimestre de 2023.

“Nossos resultados se beneficiaram do sucesso do filme da Barbie, que se tornou um sucesso global, fenômeno cultural e marcou um marco importante para a Mattel”, disse Ynon Kreiz, CEO da empresa, que é um antigo chefe do Grupo Endemol.

Kreiz pretende fazer a mudança da Mattel de apenas “fabricante de brinquedos para império de entretenimento” e Lisa McKnigh quer fazer parte desta estratégia. Segundo ela falou ao The Drum: “Existem naturalmente todos os tipos de oportunidades de negócios, experiências, conteúdos, narrativas e diferentes categorias de negócios fora dos brinquedos que podem ser desbloqueadas”.

Formas que foram utilizadas no marketing da Barbie que fazem a chefe da Mattel pensar diferente sobre o modelo de publicidade da empresa

Durante a entrevista à publicação, Lisa McKnigh comentou sobre alguns passos que foram dados durante o marketing da Barbie que começaram a fazer a empresa pensar diferente. São eles:

1. Devemos pensar nos fãs, não apenas em clientes

Uma das grandes lições do filme e que ninguém esperava, de acordo com McKnigh, é a alteração de pensamento: não pensar apenas em consumidores, mas, sim, em fãs da boneca.

“Sempre fomos muito centrados no consumidor ao pensarmos nos nossos processos de desenvolvimento de produtos, mas pensar no nosso consumidor agora como um fã é muito mais amplo. Os fãs, então, significam audiência e pensar sobre o tamanho da audiência é uma mudança realmente interessante na forma como operamos como líderes empresariais e profissionais de marketing”, contou ela.

Para termos ideia dessa importância dos fãs, só nas redes sociais a Barbie tem mais de 5 milhões de seguidores. Se formos para o canal dela no YouTube, ela tem 12 milhões de inscritos. “Há um diálogo acontecendo com esses fãs, há um envolvimento que, em última análise, fortalece o amor e a afinidade com a marca, o que, quando oferecemos a experiência certa e o produto certo no momento certo, gerará conversão.”

2. O mais importante é o entretenimento

Uma das grandes lições do filme e que ninguém esperava, de acordo com McKnigh, é a alteração de pensamento: não pensar apenas em consumidores, mas, sim, em fãs da boneca.

As próximas produções da Mattel que chegarão às telonas são Uno, Hot Wheels e Major Matt Mason (que terá a colaboração de Tom Hanks). “Este é o novo caminho a seguir para a Mattel – tínhamos uma estratégia para desbloquear o valor da propriedade intelectual, começando com a Barbie, e agora aplicaremos este manual ao resto do portfólio da Mattel.”

Agora, é esperar, depois do marketing da Barbie, como a empresa trabalha estes novos lançamentos.

Foto: Unsplash

Publicidade
Publicidade