Publicidade
Florianópolis recebe 1ª operação de marca vegana do Grupo Arezzo
11 de Abril de 2024

Florianópolis recebe 1ª operação de marca vegana do Grupo Arezzo

Essa é a 1ª uma operação física na região Sul do Brasil

Publicidade

Florianópolis recebeu, recentemente, a 1ª operação física da Alme, marca vegana e sustentável de calçados do Grupo Arezzo, fora de São Paulo. A loja, que fica no OKA Floripa, na praia do Campeche, é a primeira unidade da marca na região Sul do Brasil.

A Alme, que integra o grupo desde 2018, prioriza o bem-estar, tecnologia e cuidados com os impactos ambientais. Segundo Isabella Barbieri, head da Alme, a escolha pela Capital de SC para expansão da marca serve como uma grande oportunidade para aumentar o reconhecimento do negócio e fortalecer a mensagem de que o discurso e a prática da consciência ambiental andam juntos.

Publicidade

“Florianópolis tem tudo a ver com a Alme. É uma cidade que se destaca nacionalmente pelo seu lifestyle e que combina o desenvolvimento urbano com bem-estar. E esse equilíbrio faz com que as pessoas, sejam moradores ou turistas de diversos lugares do mundo, consigam, mesmo com a rotina pulsante da cidade, manter práticas em contato com natureza”, destaca.

A empreendedora Débora Dornelles, que desde 2018 trabalha no mercado de produtos ecológicos e comanda três operações em Florianópolis, é a franqueada responsável pela unidade da Alme em Santa Catarina.

Sustentabilidade

“Somos uma marca 100% carbono neutro que une tecnologia inovadora de conforto, design inteligente e matérias primas sustentáveis. A partir de nossos pilares e uma produção brasileira, responsável e circular, criamos produtos que geram o menor impacto ambiental e máximo conforto para os pés, uma combinação perfeita para o consumidor antenado”, compartilha Isabella.

A linha de calçados apresenta tem como foco modelos de tênis e sandálias. Dentre eles, a sandália Mapá, ideal para quem busca estilo, conforto e consciência. Sem componentes de origem animal na confecção, a peça é produzida com Ecobambu, um material tecnológico com 45% de fibra de bambu regenerado, de acabamento sofisticado, textura suave e muito fácil de limpar. As tiras e a palmilha são de espuma sustentável, já a sola, com relevo orgânico e antiderrapante, ilustra a região amazônica do Vale do rio Jarí – onde acontece o programa de preservação ambiental REDD+ apoiado pela Alme. A sandália é encontrada do 33 ao 44.

Outra opção é o tênis Carbon Neutral. Disponível em 8 cores e produzido com Ecobambu, o tênis conta com palmilha EVA verde I’m Green na composição, um derivado super macio com origem na cana de açúcar´, além de forro e cadarços feitos de fios de garrafas PET recicladas. Sem componentes de origem animal e disponível nos tamanhos 34 até o 44, o solado do calçado apresenta detalhes curvos da topografia da região amazônica ilustrados na textura antiderrapante, que garante estabilidade ao caminhar.

“Nós investimos em tecnologias que potencializem o conforto perfeito e desenvolvemos com nossos parceiros matérias primas que reduzam ao máximo a pegada de carbono dos nossos produtos, por isso o Carbon Neutral é um modelo muito importante para o nosso portfólio. Afinal, acreditamos que sustentabilidade e inovação precisam andar juntas”, completa a head da Alme.

Publicidade
Publicidade