Publicidade
Estratégias pós-cookies de terceiros é tema de Live da Alright
18 de Março de 2024

Estratégias pós-cookies de terceiros é tema de Live da Alright

Transmissão será no dia 21 de março e o destaque será a audiência em meio à mudança dos cookies de terceiros

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

 

Publicidade

Como reequilibrar o tripé anunciantes, veículos e audiência, após a desativação dos cookies de terceiros? Quem vai responder é o time da Alright numa transmissão ao vivo pelo YouTube no dia 21 de março. Caso interesse, o evento tem como público-alvo jornalistas, editores, publicitários, empreendedores, estudantes e todos que se interessarem pelo tema.

Para realizar a inscrição na live, é preciso acessar a página e preencher o formulário.

Ganhe o Guia Alright
Além de se inscrever de forma gratuita na live, o(a) participante irá receber o Guia Alright 2024: Como Transformar Tendências em Ações, um manual escrito com a colaboração de mais de 15 profissionais da área da comunicação, que apresenta 12 capítulos, ou ainda, 12 tendências para este ano e, mais do que explicar e contextualizar, ensina como colocar em prática as ações e estratégias.

 

Convidados especialistas no assunto

Gabriel Mazzutti, líder de Addressability na LiveRamp, no Brasil. Tem experiência em Desenvolvimento de Negócios e Parcerias, na indústria de AdTech e tecnologia. É especialista em Marketing Digital, B2B, SaaS, com conhecimento em SSP, DSP, retenção e aquisição de clientes para Grandes Contas e PME.

Luciano Terres é sócio-fundador da Alright e é responsável pelo processo de inovação da empresa. Tem formação em Tecnologia da Informação e Marketing, e atuou por mais de 8 anos no desenvolvimento de tecnologia para o mercado financeiro e também para o mercado de comunicação e marketing.

Rodrigo Bravo é gerente de parceria estratégica na Google, consultor de Startups de tecnologia na Brigge e Nucleo Nerd. Também incentiva empresas a prosperarem por meio da inovação, usando soluções de tecnologia publicitária do Google.

A mediação será feita pela jornalista e pesquisadora Marlise Brenol.

Tipos de cookies, estratégias e novas perspectivas serão foco do debate
Depois da desativação dos cookies de terceiros dos navegadores Firefox, da Mozilla, e o Safari, da Apple, agora é a vez do Google Chrome que também seguirá a mesma decisão: cookies de terceiros deixarão de ser registrados também no navegador.

Os cookies de terceiros eram pacotes de informações que trafegavam entre os sites junto com a navegação dos usuários. Para a publicidade, essa informação permitiu, por muitos anos, aperfeiçoar a personalização da publicidade.

A desativação desses cookies representa, por um um lado, um avanço na regulação da privacidade de dados na internet e, por outro, um grande desafio ao mercado da propaganda.

A live terá como foco falar sobre as diferenças entre os cookies primários e cookies de terceiros, para que servem, e o que irá mudar a partir da desativação dos cookies de terceiros. Também irá tratar sobre estratégias e possíveis soluções na relação entre sites de notícias, anunciantes e audiências, para que os profissionais da comunicação consigam se aproximar e se conectar com a audiência, captar dados primários, personalizar conteúdos e anúncios, sem depender de dados de terceiros. A live também contará com momento de reflexão sobre novas perspectivas e visões de futuro para (re)pensar o ecossistema do jornalismo e da publicidade digital, ressaltando novas formas de se relacionar com a audiência, a partir de estratégias, ferramentas e produção de conteúdo de qualidade.

O fundador da Alright, Domingos Secco, acredita que a desativação dos cookies de terceiros cria novas possibilidades. “Essa mudança, que é tecnológica, gera uma oportunidade única para os veículos locais. Mas não é uma oportunidade fácil. O desafio é de relacionamento e construção de comunidade a partir de dados. A virada que um editor de notícia local pode dar, e ele é pressionado a fazer isso, é que ele precisa deixar de só fazer um conteúdo e publicar um conteúdo para que ele comece de fato a se relacionar através de dados, e aí, obviamente, o dado vem como resultado de uma conversa para que ele possa evoluir na nova lógica de segmentação, de clusterização, de estratégias de conteúdo”, destaca.

Publicidade
Publicidade