Publicidade
Villa Francioni apresenta novo rótulo para convidados em Florianópolis
08 de Setembro de 2023

Villa Francioni apresenta novo rótulo para convidados em Florianópolis

Agripina é resultado de 11 anos de pesquisas, testes e elaboração final

Publicidade

Daniela Freitas, presidente do conselho da Villa Francioni

Publicidade

O luxuoso LK Design Hotel, localizado na Região da Beiramar Norte, em Florianópolis, foi o cenário escolhido pela Vinícola Villa Francioni, de São Joaquim-SC, para um jantar harmonizado com vinhos da sua marca. O evento reuniu pequeno grupo de convidados formado por empresários do setor da enogatronomia, formadores de opinião e familiares.

Agripina
O vinho é uma homenagem à mãe do fundador da vinícola, Agripina Francioni. É o quarto vinho icônico da marca que homenageia um familiar. Os anteriores foram Francesco (2008), Michelli (2010) e Dilor (2016).

Agripina é produzido com a uva Nebbiolo, casta nobre do Norte da Itália, que ocupa 0,8 alqueire do vinhedo Villa Francioni. Ela tem um ciclo mais longo do que as outras uvas, algo próximo de 2 meses. A produção só se concluiu depois de 11 anos de estudos e pesquisas feitas nas quatro colheitas obtidas nesse tempo. Agripina chega ao mercado com 1.400 garrafas.

Qualidade
Elaborado a partir de um cuvée (mistura) das safras 2012, 2015, 2017 e 2018, a uva Nebbiolo de vinhedos próprios da VF, localizados a 1.290 metros de altitude em relação ao nível do mar, com manejo específico adequado a este tipo de uva e minucioso cuidado no processo produtivo, cujo teor alcoólico perfaz 13,5%.

O Agripina passou por um período de cinco anos de envelhecimento em barris de carvalho francês novos e mais vinte e quatro meses de afinamento em garrafa. A cor é vermelho rubi, intenso, com reflexos brilhantes. O aroma é rico com notas iniciais de frutas negras, como ameixas e amoras; couro e torrefação em segundo plano; e abundante em aromas terciários, revelando amplo espectro aromático após decantação.

 

VF 22 anos
A presidente do conselho da vinícola, Daniela Freitas, celebra o novo lançamento da Villa Francioni: “Estamos muito felizes em colocar este vinho nobre no mercado, principalmente pela grande dificuldade no cultivo desta casta e elaboração de um vinho de rara tipicidade, por isso escolhemos o nome da nossa avó, Agripina, que foi uma mulher forte, de personalidade única”.

O novo rótulo vem para celebrar os 22 anos de fundação da Villa Francioni, comemorados neste mês de setembro. A partir do lançamento, a vinícola pioneira dos vinhos de altitude de Santa Catarina prepara a apresentação do Agripina em feiras internacionais de vinho, como a 4º Wine South America, que será realizada na Serra Gaúcha, em Bento Gonçalves e na Prowine, em São Paulo, considerada a maior feira do setor da América Latina.

 

 

 

 

 

 

 

Da esquerda para a direita: Ana Paula Lemos, Juan Garcia, Anselmo Prada, Sefora Kniphoff, João Lombardo, Daniela Freitas, Estela Benetti, Raimundo Martins, Adelor Lessa, Jailson de Sá e Paulo Scarduelli

 

Imagens Gabrielle Fernandes / Blimelab e Ana Paula Lemos / VF

Publicidade
Publicidade