Publicidade
Festival Social Good Brasil discute o futuro do trabalho e a busca por propósito e flexibilidade
03 de Novembro de 2016

Festival Social Good Brasil discute o futuro do trabalho e a busca por propósito e flexibilidade

Publicidade

Quais as tendências para o futuro do trabalho? Como está sendo a experiência de quem já está inovando nos dias de hoje? Os formatos de trabalho já está sendo impactados por novos valores e formas. Espaços compartilhados, pessoas com vários empregos, mais flexibilidade para se trabalhar de casa ou sem local fixo (como os nômades digitais) e também um modelo freelancer são exemplos que já podemos ver nos dias de hoje. 

Para discutir o assunto, o SGB reúne Jean Rosier (Perestroika), Thamyra Thâmara (GatoMÍDIA), Henrique Bussacos (Impact Hub) e Carolina de Andrade (Social Good Brasil). O Festival está com as últimas vagas presenciais mas o painel também será transmitido ao vivo pela internet

Publicidade

Com o avanço das tecnologias e a perspectiva crescente de robotização as mudanças serão cada vez mais expressivas e impactantes. Também é notável empresas inovando nos formatos de gestão e organização, sem hierarquias e de forma mais descentralizada. Mas será que esses modelos realmente funcionam? O SGB está atento às tendências e também às reações dos jovens no Brasil relacionadas não só a forma de trabalhar, mas também de fazer o seu papel para contribuir na solução de problemas da sociedade. 74% entre os que entre 18 e 32 anos não estão satisfeitos com seu papel na sociedade e se sentem na obrigação de fazer algo pelo coletivo, segundo pesquisa da Box 1824 (O Sonho Brasileiro).

“Os desafios globais da nossa sociedade já estão estimulando muita gente a construir os novos modelos para substituir o que já não funciona mais. Temos nas mãos a possibilidade de ser parte ativa disso, a oportunidade de criar o futuro. Queremos impulsionar uma nova geração mais consciente, que busca alinhar propósito e impacto social ao seu trabalho”, conta Carolina de Andrade, diretora-executiva do SGB.

A programação do Festival inclui paineis, rodas de conversa, oficinas mão na massa – que se esgotaram em poucos dias, além de intervenções artísticas como o grupo Batuqueiros do Silêncio, grupo de maracatu formado por surdos e o catarinense Dudu Fileti. Tudo isso em 2 arenas, a Inspiração e a Conexão, no Centro de Inovação Acate Primavera, na SC 401.

Em 4 edições, o SGB reuniu aproximadamente 4.000 pessoas presenciais e mais de 33.000 pessoas online em todo o mundo. O Festival é realizado pelo Social Good Brasil, organização que inspira, conecta e apoia indivíduos e organizações para o uso das tecnologias, novas mídias e do comportamento inovador para contribuir com a solução de problemas da sociedade. São parceiros master do SGB a Fundação Telefônica Vivo e o Instituto C&A. Como parceiro Senior está o Grupo Engie. O Festival também tem o apoio do Instituto Sabin. O Social Good Brasil também conta como apoiadores institucionais a Fundação das Nações Unidas, a INK e a Red Bull Amaphiko.

Festival Social Good Brasil
Datas: 04/11 (sexta) das 13h às 19h30 + happy hour e 05/11 (sábado) das 10h às 19h + happy hour
Local: Centro de Inovação ACATE Primavera. Rodovia SC 401, km 4. Saco Grande – Florianópolis – Santa Catarina.
Inscrições para participar presencial ou pela internet podem ser feitas pelo site

Publicidade
Publicidade