Publicidade
A mudança no marketing de influência com a chegada dos ESOLs
02 de Agosto de 2023

A mudança no marketing de influência com a chegada dos ESOLs

Como os profissionais de marketing conseguem trabalhar com a terceira evolução do marketing de influência, que são aqueles que trazem conversão de vendas. A explicação é feita por Kosuke Sogo, diretor executivo e cofundador do AnyMind Group.

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Com o passar do tempo, tivemos diversas mudanças, principalmente, ao analisarmos o marketing de influência. Logo no início, os famosos e pessoas comuns conquistaram diversos seguidores nas redes sociais. Sendo assim, os profissionais de marketing começaram a ter um olhar diferenciado, já que estes influenciadores tinham potencial para alcançar muitas pessoas.

Em um segundo momento, as marcas mudaram um pouco a forma e focaram nos micros influenciadores e nano influenciadores, que são aqueles que não tem muito seguidores, mas podemos dizer que tem um público mais fiel e segmentado. Junto chegaram os KOLs e Key Opinion Consumers (KOCs), que trouxeram mais autenticidade e possibilidade de rastreio de engajamento com a marca.

Publicidade

Agora, de acordo com Kosuke Sogo, diretor executivo e cofundador do AnyMind Group, publicou no Advertising, vem uma terceira evolução do marketing de influência que pode trazer algumas mudanças.

A ascensão de E-Selling Opinion Leaders (ESOLs) no marketing de influência

Uma das grandes reclamações entre as pessoas que trabalham com marketing é a forma de fazer o cruzamento entre o investimento com o influenciador e o resultado que ele pode trazer diretamente à marca. Além disso, o desafio continuou, já que a “manipulação” do engajamento e seguidores faz com que seja ainda mais difícil avaliar o resultado de uma ação.

Atualmente, vimos que a tecnologia está se aperfeiçoando e melhorando o marketing de influência, dando mais visibilidade nos dados ao escolher o influenciador, automatização da forma de fazer o acompanhamento do desempenho do conteúdo criado pelos influenciadores, dentre outros pontos que resolveram alguns desafios dos profissionais de marketing.

Porém, segundo Sogo, está chegando a terceira evolução deste tipo de marketing, onde veremos um crescimento de E-Selling Opinion Leaders (ESOLs), que é um termo amplo para explicar às pessoas que seguidores nas redes sociais expressivos que podem auxiliar as empresas que eles gostam a aumentar as vendas de produtos ou contratação de serviços.

Neste “novo” momento, não importa muito o tamanho dos seguidores, mas, sim, o quanto ele converte. Além disso, os ESOLs podem “trabalhar” no impulsionamento da marca fora das redes sociais como, por exemplo, e-mail marketing, lives na plataforma da marca, dentre outras opções que estão no plano de ações dos profissionais de marketing que estão à frente da campanha.

O grande diferencial no marketing de influência quando a marca contrata um ESOL é que ele conhece o produto na ponta da língua. E, por isso, usará este conhecimento para “induzir” os seus seguidores a consumirem o produto mesmo que seja apenas em um único acesso ao e-commerce da marca, por exemplo. Com isso, os profissionais de marketing têm mais uma opção para introduzir na sua campanha.

Foto: Pexels

Publicidade
Publicidade