Publicidade
Propague cria campanha de branding da ENGIE
21 de Julho de 2016

Propague cria campanha de branding da ENGIE

Twitter Whatsapp Facebook

A agência catarinense Propague criou a campanha nacional de branding da ENGIE, maior geradora privada de energia elétrica do país e uma das maiores do mundo, iniciada na terça-feira, 19. A nova marca unifica os nomes das empresas GDF SUEZ (controladora), Tractebel Energia, EMAC e Ineo, consolidando a mudança de gestão da companhia no Brasil.

Em um momento de crise econômica, o conceito “Porque o mundo muda e, com ele, toda a nossa energia” inspirou a mensagem de otimismo das peças publicitárias, que apresentam o comprometimento da ENGIE em criar um futuro mais digital, com menos emissão de carbono, mais inovação e tecnologia, mais eficiência energética, uma oferta mais ampla de serviços ligados às Cidades do Amanhã e onde haja a coexistência da geração centralizada e descentralizada.

A estratégia de mídia tem como objetivo principal impactar gestores, investidores e clientes da empresa, bem como comunidades vizinhas às usinas. Por isso foram selecionados jornais, revistas, rádios, TVs, sites e rede social com alta afinidade junto aos públicos.

A iniciativa visa aumentar a visibilidade do Grupo no país e no mundo, além de dar suporte à sua reestruturação, que deixa o formato de divisão por empresas e passa a funcionar por linhas de negócios. Elas serão representadas pelas linhas de negócio Geração e Comercialização de Energia, Geração Solar Distribuída, Serviços de Energia e Soluções Integradas, respectivamente. Esse processo de reestruturação do Grupo também promoveu o Brasil a uma unidade de negócios independente do resto da América Latina, e sob uma única administração local. 

“Com a integração da nossa marca e das nossas atividades no País, nós iremos promover o máximo de sinergias entre os diferentes negócios do Grupo no Brasil – Eletricidade, Gás e Serviços – o que significará novas oportunidades de negócios, sejam eles negócios já existentes e integrados, ou novos negócios em que ainda não atuamos no Brasil”, afirmou Maurício Bähr, presidente da ENGIE no Brasil. A empresa almeja ser líder na transição energética no mundo e no Brasil através de soluções descentralizadas para cidades e regiões, que teve no país um faturamento de R$ 7 bilhões em 2015, que mantém um portfólio de cerca de mil clientes e que conta com três mil colaboradores em várias partes do país. Nesse contexto, o grupo tem investido em novas ideias e soluções inovadoras, fomentando e incubando novos negócios. O Grupo planeja investir no Brasil cerca de R$ 8 bilhões nos próximos cinco anos.

Atuante há 20 anos no país, a ENGIE é conhecida por ser a maior geradora privada de energia elétrica, dispondo de um parque de 29 plantas hidrelétricas, eólicas, de energia solar, biomassa, entre outras fontes, totalizando 10.158 MW de capacidade em operação e 1.400 MW em construção. O Grupo também desenvolve atividades nas áreas de serviços ligadas a energia, mobilidade urbana, segurança, iluminação pública e soluções para aeroportos, e busca oportunidades no setor de Gás. 

“Todas as novas linhas de negócios ficarão sob uma única gestão, dentro da Unidade de Negócios Brasil, nos permitindo ficar mais próximos de nossos clientes e buscar de forma integrada as melhores soluções para eles”, complementou Bähr. 

Publicidade