Publicidade
Como agências podem se tornar parceiras estratégicas dos negócios
27 de Junho de 2022

Como agências podem se tornar parceiras estratégicas dos negócios

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Os últimos anos foram intensos para os profissionais de marketing. Um processo de transformação digital acelerado e mudanças na jornada do consumidor exigiram uma série de novas habilidades e resultaram em uma maior expectativa de desempenho. No fim das contas, muita gente ficou perdida nesse cenário.

As agências ganharam protagonismo como aliadas estratégicas de negócio. Prova disso é o aumento em 87% no investimento em transformação digital entre os varejistas brasileiros em 2021.1 O número é um reflexo de como o mercado buscou parceiros para a construção de campanhas digitais e para gestão da jornada multicanal do consumidor.

Publicidade

Para quem está acostumado com a ideia de agências de comunicação criativas ou de performance de alguns anos atrás, isso pode parecer estranho. No entanto, trata-se de uma nova realidade que também pode ser compreendida a partir da distinção entre fornecedores e parceiros.

Em uma configuração mais antiga, fornecedora é aquela agência que entrega o projeto que o cliente pediu, como um aplicativo, um pacote de conteúdo ou uma campanha completa. Em contrapartida, parceira é aquela agência que ouve a demanda do cliente, reúne-se com ele para discutir quais são as reais necessidades de negócio e, então, sugere uma solução. Em alguns casos, vale ressaltar, a solução nem sequer se parece com a demanda inicial.

 

As agências podem oferecer acolhimento para as equipes de marketing e oxigenar as práticas de negócios de marcas e empresas.

As equipes de marketing se reconfiguram com novas necessidades de posições, muitas vezes difíceis de contratar ou capacitar. É aí que as agências entram, pois são capazes de oferecer acolhimento e ainda oxigenar as práticas de negócio por meio de sua expertise.

É claro que, para isso, as próprias agências precisam ter acompanhado a transformação digital. Isso significa ser capaz de empregar o uso de dados, tecnologia, oferecer um pouco de consultoria, enfim, montar times interdisciplinares trabalhando de forma integrada – e não isolados em silos específicos.

As possibilidades são tantas que é até difícil especificar os limites da atuação de uma agência parceira. É produtivo, no entanto, enxergá-la como uma extensão que auxilia o cliente a alcançar suas metas. Como não existe uma forma correta de desempenhar esse papel, é indispensável que essas empresas trabalhem sempre em beta. Em outras palavras, é o conceito do testar e aprender, aplicado de forma permanente.

 

Digital não é mídia e Commerce não é só digital

Um bom exemplo do papel de agências parceiras na relação com empresas e marcas de todos os setores é o convencimento das equipes de marketing de que o digital não é apenas mídia. A reabertura das lojas físicas após o período mais crítico da pandemia deixou claro como a integração entre diferentes canais on e offline é necessária para garantir a conquista dos consumidores.

Analisar a jornada e o funil como um todo ajuda a entender quais pontos podem ser melhorados. Há agências, por exemplo, que oferecem análises detalhadas sobre toda a infraestrutura de Commerce dos seus clientes. Além disso, dada essa abrangência, vale considerar que as possibilidades de parceria se estendem para o trade marketing digital.

 

Implementar uma estratégia omnicanal eficiente demanda a solução de problemas. A melhor forma de garantir isso é trabalhar ao lado das pessoas certas.

Em resumo, há uma série de questões a serem resolvidas para a implementação de uma estratégia omnicanal eficiente. E a melhor forma de garantir que sejam solucionadas tão rapidamente quanto surgem é trabalhar ao lado das pessoas certas.

Dentro desse contexto de parcerias, o Google surge com soluções que podem ser empregadas na melhoria do Commerce das empresas. Isso foi discutido no Commerce Connections On Air, que pode ser assistido logo abaixo.

 

 

Oriundo de Think With Google.

Publicidade
Publicidade