Publicidade
Profissionais de SEO devem se atentar aos efeitos Gemini
05 de Janeiro de 2024

Profissionais de SEO devem se atentar aos efeitos Gemini

IA possui um potencial transformador que pode mudar a maneira como os usuários interagem com computadores

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Desde que o Google lançou a sua mais recente Inteligência Artificial multimodal (IA) Gemini, o mundo digital deparou-se com uma inovação que promete transformar o ecossistema Google e estabelecer desafios diretos aos profissionais de Searching Engine Optimization (SEO) e de Digital PR – assessoria de imprensa digital – na corrida pela visibilidade on-line.

Publicidade

A ferramenta pode processar diversos tipos de informações, como imagens, textos e códigos. Sua eficácia está em varrer um massivo conjunto de dados, tanto de textos quanto de códigos, o que permite à ferramenta entender e gerar estas diferentes formas de informação.

A IA do Google funciona a partir de algoritmos e modelos avançados, desenvolvidos pelo DeepMind, com o intuito de compreender e interpretar dados em formatos variados. Esse treinamento fundamentado em informações diferentes faz com que o Gemini aprenda estruturas, padrões e relacionamentos, permitindo que a tecnologia execute tarefas como processar informações visuais – mapas e gráficos, por exemplo –, gerar textos e analisar agrupamentos de dados.

Essas habilidades multimodais permitem ao programa trabalhar diferentes tipos de informação ao mesmo tempo e de maneira integrada, facilitando as atividades que envolvem múltiplas fontes de dados ou formatos. Segundo analistas, é justamente essa versatilidade que tem posicionado o Gemini como uma IA com potencial transformador que pode mudar a maneira como os usuários interagem com os computadores e processam as informações em variados domínios.

Desafios e estratégias para profissionais de SEO

Num contexto dominado por algoritmos e atualizações constantes nos motores de busca, os profissionais de SEO e link building, assim como os especialistas em Digital PR, devem estar atentos aos efeitos Gemini. É preciso acompanhar as eventuais novas abordagens na apresentação de resultados de busca, por exemplo, o que pode ser desafiador para as práticas tradicionais de otimização.

Explorar as capacidades da ferramenta também pode ser essencial para as equipes. Segundo especialistas no campo, devido a sua conectividade, o Gemini oferece vantagens para o trabalho dos profissionais de SEO. A IA pode ser usada, por exemplo, para carregar informações das ferramentas do Google, como Google Sheets, Google Search Console e YouTube.

A partir daí, é possível chegar a listas de palavras-chave posicionadas, pedir ao Gemini uma relação de URLs de desempenho com palavras-chave associadas e delegar a elaboração de listas ou classificações de conteúdo tendo como base o Google Sheets e o YouTube.

Para a CEO da Experta, empresa de comunicação e produção estratégica de conteúdo com foco em ranqueamento, Flávia Crizanto, recorrer a uma agência especializada em SEO pode ser um suporte importante para marcas que se veem diante do desafio de se manterem no topo dos buscadores. “Os profissionais especializados devem buscar entender e antecipar as nuances do Gemini para que suas estratégias permaneçam eficazes”, considera.

Avanços em processamento de linguagem natural e análise de mídia

Segundo especialistas, o Gemini seria um avanço importante no campo da programação neurolinguística (PNL), devido a sua capacidade de compreender e gerar linguagem humana. A ferramenta estende-se a vários idiomas, tornando-a globalmente aplicável.

A promessa do Google é que ela pode executar traduções mais sofisticadas, responder com maior precisão, compreender argumentos complexos e gerar conteúdo relevante e informativo. Essas características a tornam aplicável a assistentes virtuais e ferramentas de análise de dados linguísticos.

Além disso, a IA pode analisar e interpretar formatos de mídia como imagens e vídeos. Por exemplo, é possível identificar cenas e objetos em imagens e compreender o conteúdo de vídeos para, a partir daí, integrar esse entendimento ao processamento de texto e gerar análises multimídia holísticas.

Esta característica pode ser útil para atividades que demandem análise de dados visuais, como tendências em mídias sociais ou reconhecimento de padrões em imagens médicas.

Foto: Freepik

Publicidade
Publicidade