Publicidade
REESTREIA | Colunista Alisson Barcelos está de volta
06 de Maio de 2022

REESTREIA | Colunista Alisson Barcelos está de volta

Perguntaram estes dias qual minha análise sobre o futuro dos eventos.

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook
Por Alisson Barcelos 06 de Maio de 2022 | Atualizado 12 de Maio de 2022

ESTAMOS DE VOLTA

Publicidade

Passados dois anos da imprevisível e ainda inacreditável pandemia de Coronavírus, que assolou tão brutalmente o mundo e a cada um de nós: eis que estamos aqui. Sobrevivemos. Voltamos mais vivos do que antes, mais conscientes, flexíveis, com novos valores e novos olhares.

Pessoas e empresas mostraram o quão adaptáveis, fortes e resilientes podem ser, criando novas ferramentas para se manterem ativas no mercado. Presenciei um esforço incansável em busca de resoluções. Empresas e pessoas unidas, colocando a criatividade para trabalhar a todo vapor.

Para mim e para a SB+ Eventos não foi diferente. Fazendo uma avaliação geral, tirando o fato de termos perdido tantas vidas, o sentimento que ficou é que temos ainda muito a fazer.

Foi um tempo de grande aprendizado. Penso que cada um de nós mudou um pouco (ou muito) e que agora é hora de olhar para frente, avaliar o que acertamos e para onde devemos ir.

Refleti que a mudança foi boa quando analisada por um prisma globalizado, analítico e sistêmico, colocando de lado a questão pessoal. Pode parecer frio, mas o que seria do mercado de eventos e das pessoas que dependem dele se não fosse toda essa inovação que ocorreu?

Vi muita coisa bacana acontecer durante a pandemia, uma aceleração de métodos e tecnologias para eventos. Vi também um protagonismo do evento como forma de comunicação e conexão, algo que sempre acreditei.

 

 

Agora, retomados os eventos presenciais, percebo que as pessoas estão ávidas por encontros e conexões, por aquele abraço que ficou perdido lá atrás.

Perguntaram estes dias qual minha análise sobre o futuro dos eventos. Bom, a minha resposta é a mesma de sempre: o mais legal deste mercado é que ele vive de transformações. Não há vida monótona sendo produtor de evento. Não existe cruzar os braços e esperar. Não para nós.

Assim como lá em 2020 falei da transformação digital do mercado, e que sim, acreditava que voltaríamos ao presencial após um maior controle desta terrível doença, acho que retornamos melhores, mais técnicos, mais preocupados com as questões sanitárias, com a integração, com a conexão e, claro, com o olhar voltado (e encantado) para o mundo digital.

Vamos sim, agora, passar por uma euforia de encontros e eventos presenciais, assim como passamos pelas lives e os eventos digitais. É do ser humano se comunicar e para isso achar caminhos para tal.

Voltamos… E voltamos híbridos, o que nos faz mais inclusivos, pois permitimos uma democratização para os eventos. Levar a mensagem para quem não pode comparecer. O evento híbrido não é mais uma tendência, é um fato.

Voltamos diferentes e isso faz a diferença. Seguimos em constante movimento, por isso, sejam todos muito bem-vindos de volta ao que se transformou. E aqui na nossa coluna, trarei como sempre, novidades do mercado de eventos, no estado, no Brasil e no MUNDO.

 

       

Publicidade
Publicidade