Publicidade
Coluna Inovação: De olho no Paraná – startup curitibana Ebanx recebe investimento de quase R$ 100 milhões
01 de Fevereiro de 2018

Coluna Inovação: De olho no Paraná – startup curitibana Ebanx recebe investimento de quase R$ 100 milhões

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook
Por Fabricio Umpierres Rodrigues 01 de Fevereiro de 2018 | Atualizado 01 de Fevereiro de 2018

Quem acompanha a coluna está acostumado a ler notícias sobre o universo de inovação, empreendedorismo e tecnologia de Santa Catarina. Mas a notícia da semana desta vez vem do mercado vizinho, o Paraná, que começa a despontar no cenário nacional de startups: a curitibana Ebanx, que desenvolve uma plataforma de pagamento para sites internacionais, acaba de receber um aporte de US$ 30 milhões (no câmbio de hoje, cerca de R$ 96 milhões) do fundo de investimentos FTV Capital, com participação da Endeavor Catalyst. O anúncio foi feito nesta quarta (31), no mercado internacional.

Quem é assinante de serviços como Spotify, fez compras pelo site AliExpress ou reservou hospedagem fora do Brasil pelo AirBnb, por exemplo, é usuário da plataforma, pela qual passaram US$ 1,2 bilhão só em 2017. Nos últimos três anos, a empresa manteve um ritmo de crescimento de 80% ao ano e hoje soma 30 milhões de clientes na América Latina – a expectativa é chegar a 150 milhões nos próximos anos.

Publicidade

Recentemente, a Ebanx se tornou uma das primeiras empresas do mercado de pagamento completamente integrada ao Google Play. Além disso, lançou também uma carteira virtual (wallet) com crédito pré-pago e começa a atuar, agora em 2018, nos mercados do Equador, Uruguai, Paraguai e Bolívia – além do Brasil, eles já estão no Méxio, Argentina, Chile, Colômbia e Peru. Além de Curitiba, tem escritórios em São Paulo e Londres e deve instalar uma operação de TI em San Francisco (EUA).

Lembrando: além da Ebanx, o fundo Endeavor Catalyst também participou das maiores rodadas recentes de investimento em empresas de Santa Catarina, como a Neoway (2017) e a Resultados Digitais (2016).
 

Outras promessas das Araucárias

Enquanto Santa Catarina largou na frente no cenário de startups ao longo da década, se consolidando ao lado de São Paulo e Minas Gerais como referências no país, algumas empresas nascentes de Curitiba começam a despontar e atrair investimentos. Foi o caso da eadBox, que desenvolve software para ensino à distância (EaD) e anunciou em novembro passado aporte R$ 4 milhões da gestora de venture capital Bzplan, que tem sede em Florianópolis. A startup conta com cerca de 100 funcionários (e vagas abertas para mais 20) e também começa a operar no mercado latino-americano. Outra curitibana que costuma figurar nas listas de “startups destaque” do Brasil é a Contabilizei, especializada em serviços de contabilidade online.
 

Empreendedores de SC rumo (mais uma vez) ao Vale do Silício

Nove startups de Santa Catarina estão a caminho do Vale do Silício para participar, entre os dias 6 e 8 de fevereiro, do maior evento do mercado de Saas (software como serviço) do mundo, o Saastr Annual, em San Francisco.  São elas: Conaz, Cuco Health, Hub2b, Intexfy, Jetbov, Applique, PagueVeloz, Smarket e Paytrack.

Todas elas empresas fizeram parte de uma das sete turmas anteriores do programa Startup SC, que oferece capacitação a startups do estado, e agora representarão a iniciativa internacionalmente. Esta será a quinta missão ao Vale do Silício e tem como objetivo aumentar o conhecimento dos participantes nas áreas de tecnologia, marketing, vendas e gestão de pessoas. O Brasil tem cerca de 400 startups especializadas neste modelo de negócio, de acordo com o estudo Brazil SaaS Landscape Research. No programa Startup SC, o setor de SaaS representa o segmento de 32% das empresas que participaram da iniciativa.

Publicidade
Publicidade