Publicidade
Coluna Economia | Briga de gigantes
02 de Maio de 2022

Coluna Economia | Briga de gigantes

Via Varejo (Casas Bahia&Ponto Frio) X Magazine Luiza

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook
Por Coluna Economia 02 de Maio de 2022 | Atualizado 18 de Maio de 2022

 

por Hermes Ghidini*

Publicidade

 

Os dois maiores Varejos de Linha dura no Brasil (Eletrodomésticos, Linha Branca, Linha Marrom, Móveis e Bazar) disputam palmo a palmo a maior participação no segmento no País.

Mas a rentabilidade de ambos segue extremamente baixa, como aliás a maioria das empresas do setor. Vejamos os principais números dos

Balanços do ano 2021 recém publicados:

                                                                      Via Varejo            Magazine Luiza

Receita Bruta (em Bilhões de R$)                37.918                    36.322

Lucro Operacional (em Milhões de R$)     –  310   (-0.8%)      509  (1.6%)

Lucro do Exercício                                             590   (1.6%)        –  297  (-0.8%)

N° de Lojas                                                         1.481                    1.091

Endividamento                                                   67%                      84%

Liquidez corrente                                              1.74                      – 0.99

 

Podemos notar que os dois gigantes alcançam um faturamento excepcional mas a rentabilidade é corroída pelos altos custos da operação, pelos altos custos financeiros e principalmente pela concorrência acirrada em todos os canais de vendas, seja nas lojas físicas ou no e-commerce.

Quem não lida com as informações desse mercado pode se surpreender que uma empresa como a Magalu fature 36 Bilhões de reais no ano e tenha um prejuízo de R$ 297 milhões. Ou uma Via Varejo fature 37 Bilhões de reais e lucre apenas 1.6% sobre a Receita Líquida.

Mas essa é a realidade do setor de Bens Duráveis, já há algum tempo.

Comparando essa realidade com o segmento de Alimentação, os resultados dos Hipermercados foram um pouco melhores, beneficiados indiretamente pela pandemia, já que as pessoas ficaram mais tempo dentro de casa. Mesmo assim, as margens do setor também são historicamente baixas, ao redor de 3% sobre a Receita Líquida.

Também temos dois gigantes no setor: Em primeiro lugar vem o Carrefour com faturamento anual de R$ 81.1 Bilhõesde de R$ , seguido pelo Pão de Açucar com faturamento de 51.3 Bilhões de R$.. Ambos também sonham em elevar as margens nesse ano, mas a guerra de preços e promoções acaba segurando esse sonho.

Como disse anteriormente, quem é um pouco leigo nessa matéria pode se surpreender com a baixíssima rentabilidade do comércio. Mas essa é a realidade, acreditem.

Enfim, o grande beneficiado pela disputa acirrada desses gigantes é o Consumidor que, apesar dos aumentos de insumos e matéria prima nos Bens Duráveis e aumento de preços generalizados nos alimentos, consegue preços ainda acessíveis muito por causa dessa altíssima competição.



Hermes Ghidini – Consultor de Empresas

HL Ghidini Consultoria e Conselho de Gestão
Cel 51-98424-9709
E-mail : hghidini@terra.com.br
www.hlghidini.com.br

Publicidade
Publicidade