Publicidade
Cresce uso de pagamento digital pelos brasileiros, mostra FIS
17 de Janeiro de 2022

Cresce uso de pagamento digital pelos brasileiros, mostra FIS

Comportamento é reflexo de novas ferramentas e inovações tecnológicas, como o Pix

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Fazer pagamentos e compras pela internet têm sido comportamentos cada vez mais presentes no cotidiano dos brasileiros. Segundo o estudo Pace Pulse, realizado pela FIS (NYSE: FIS) em parceria com a Ipsos, 52% dos entrevistados afirmou ter utilizado pagamentos online, 49% comprou por meio de aplicativos e 40% optou por pagamentos sem contato em 2021. A pesquisa observou ainda a aceitação da população a outros meios de pagamentos como QR Codes (31%) e Buy Now Pay Later, ou simplesmente BNPL, (13%).

Esse novo hábito é reflexo da criação de novas ferramentas e inovações tecnológicas do setor financeiro. A chegada do Pix é um exemplo das facilidades que têm influenciado a escolha do brasileiro. Segundo dados do Banco Central, o volume financeiro de transações via Pix registrado no Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI) foi de R$ 622,4 milhões em dezembro de 2021 – 451% a mais se comparado a janeiro do mesmo ano, quando a movimentação chegou a R$ 137,9 milhões. O número de pessoas físicas e jurídicas cadastradas também subiu – de 65,4 milhões em janeiro para 117,7 milhões em dezembro de 2021, representando 79,8% de novos usuários no sistema do Banco Central.

Publicidade

 

 

O estudo também analisou o comportamento do consumidor brasileiro por gerações. Em 2021, todas as faixas etárias tiveram significativa adesão por pagamentos via aplicativos e sem contato. Pessoas entre 18 e 40 anos são as mais aderentes às compras por aplicativos, sendo o método preferido por 61% dos Young Millennials (de 25 a 29 anos), 57% da geração Z (de 18 a 24 anos) e 51% dos Senior Millennials (de 30 a 40 anos). Embora em menor proporção, os consumidores das gerações X (41 a 55 anos) e Baby Boomers (acima dos 55 anos) afirmaram pagar suas compras via app, sendo 45% e 34%, respectivamente.

Também aumentou a preferência por pagamentos por aproximação, sendo mais representativo o uso entre os Young Millennials, com 49%, seguidos das gerações Z (43%) Senior Millennials (42%), X (39%) e Baby Boomers (28%).

 

 

Para o head de Soluções e Produtos da FIS para América Latina, Marcelo Góes, a tendência de crescimento dos pagamentos digitais no Brasil evidencia que o consumidor de hoje se preocupa com a conveniência, agilidade e segurança. “A tecnologia e a inovação financeira, como mostra o levantamento deste ano, vem ofertando exatamente isso”, afirma.

 

Foto do topo de Ivan Samkov no Pexels.

 

Publicidade
Publicidade