Publicidade
As tão conhecidas Fake News agora podem ser denunciadas no Twitter
17 de Janeiro de 2022

As tão conhecidas Fake News agora podem ser denunciadas no Twitter

Novidade chega ao país em ano de eleições

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Foto:Unsplash

Quantas vezes você se deparou com uma notícia falsa nas redes sociais? No Instagram se você perceber que alguma publicação seja falsa ou contenha conteúdo impróprio, basta reportar e, se muitas pessoas fizerem o mesmo, a conta é desativada.

Publicidade

Um teste desenvolvido pelo Twitter nos EUA, Coreia do Sul e Austrália desde agosto do ano passado, agora chega ao Brasil – bem como funcionará na Espanha e Filipinas. É um mecanismo de denúncia de conteúdos que estejam violando as regras com informações enganosas.

A escolha do Brasil, Espanha e Filipinas se deu por dois motivos: pelo fato de que esses países não tenham o inglês como idioma oficial e também pelo fato de ser ano de eleições no Brasil e nas Filipinas, momento onde normalmente circulam bastantes notícias falsas.

O anúncio ocorre quase duas semanas depois de o tema ser alvo de críticas na própria plataforma. A hashtag “#TwitterApoiaFakeNews” ficou no último dia 5 no primeiro lugar entre os assuntos mais comentados do Brasil, em meio a pedidos para que o Twitter aja de forma mais rígida contra a desinformação, principalmente relacionada à pandemia.

 

Mídia sintética e manipulada

No comunicado publicado nesta segunda-feira, o Twitter afirmou ainda que mais de 50% do conteúdo que viola suas regras – principalmente sobre a Covid-19 – de integridade cívica e de mídia sintética e manipulada, “é identificado por sistemas automatizados” e que “a maior parcela do restante é identificada a partir do monitoramento contínuo de nossas equipes internas ou do nosso trabalho com parceiros externos de confiança”.

“Esperamos que a ferramenta de denúncias ajude nossas equipes a entender melhor novas narrativas e tendências em desinformação, em escala, e contribua para que avancemos na capacidade de detectar conteúdo enganoso no Twitter em tempo real”, concluiu a rede social.

Publicidade
Publicidade