Publicidade
Rede global de agências de triplo impacto reforça movimento de críticas à indústria da comunicação e publicidade
04 de Julho de 2022

Rede global de agências de triplo impacto reforça movimento de críticas à indústria da comunicação e publicidade

ati. é a primeira plataforma de agências de comunicação, marketing e publicidade comprometidas com a geração de impacto econômico, social e ambiental positivo da América Latina

Twitter Whatsapp Facebook

Como parte do movimento de melhora coletiva da indústria publicitária e da comunicação – que acontece há algum tempo, ganha força no Brasil neste ano a ati. grupo de agências de triplo impacto. Trata-se da primeira plataforma de agências de comunicação, marketing e publicidade comprometidas com a geração de impacto econômico, social e ambiental positivo da América Latina. A ati. é conectada com outras redes de agências de impacto, como a DNS (Do not Smile), na Europa. Trazida para o Brasil pela Ecomunica e Profile, o grupo já conta também com as agências Dupla Comunicação e Circular, e aguarda por outras agências brasileiras concluírem o processo de embarque oficial na rede.

A plataforma reúne mais de 20 organizações unidas pelos valores e ética profissional, e a profunda convicção em relação à responsabilidade da indústria criativa no desenvolvimento de um futuro mais justo, inclusivo e ambientalmente sustentável. Muitas dessas organizações, inclusive, são certificadas pelo Sistema B, que atesta as boas práticas de ESG de empresas em todo o mundo, como Natura, eu reciclo, Nespresso e Danone.

“Todas as agências ati têm em comum a vontade de elevar a régua do mercado de comunicação em várias frentes, desde melhorar as condições de trabalho no setor a ampliar a atuação nas áreas de sustentabilidade ambiental e social de forma transversal aos negócios”, afirma Ellen Bileski, CEO e fundadora da Agência Ecomunica.

“A ati no Brasil é um convite para as agências de comunicação, marketing e relações públicas firmarem um compromisso de impactar positivamente a sociedade e o meio ambiente. Nós queremos mais agências brasileiras conosco, pois temos certeza que a indústria da comunicação é essencial para a mudança acontecer”, diz Rodrigo V Cunha, CEO e fundador da agência Profile. Carla Gullo, diretora da Circular, concorda: “A ati nos convida a refletir sobre nossa profissão e a sua importância. Trabalhamos com algo dinâmico e vivo. A sociedade atual pede essas mudanças e temos obrigação de contribuir”, diz.

Para ser membro da ati, as organizações devem demonstrar ter um propósito de impacto definido, experiência concreta em projetos de triplo impacto para clientes e o desenvolvimento de boas práticas relacionadas à ética profissional, trabalho, gênero e aspectos ambientais.

Confira a lista das agências que conduzem o movimento

ATI (União das Agências de Triplo Impacto)

Argentina

Bambú

BI media

Con amor

done!

Galileo Media Lab

Grosomono

Meraki

Nodos

Quendar

Trama

Summa

Salommon Lab

Moddo Marketing

Marcas que marcan

Oficina de proyectos

 

Brasil

Profile
Ecomunica

Circular

Dupla

 

México

Agencia Verde

Sarape Social

 

US – LATAM

Planta

 

Uruguai

Impulso creativo
DNS (Do Not Smile)

 

Alemanha

tippingpoints

 

Áustria

Gugler

 

Bélgica

Springtime

 

Bélgica e Holanda

Make Sense

 

Dinamarca
Goodvertising

 

Espanha

EcoAvantis

 

França

Sidièse

 

Grécia

Sympraxis

 

Itália

Silverback

 

Turquia

Myra

 

Reino Unido

Creative Concern

Publicidade