Publicidade
Polêmicas | O marketing do filme “Sound of Freedom” foi o diferencial para o sucesso
07 de Agosto de 2023

Polêmicas | O marketing do filme “Sound of Freedom” foi o diferencial para o sucesso

Mesmo com um orçamento restrito, o marketing do filme "Sound of Freedom" utilizou das estratégias e ferramentas corretas, tendo um impacto viral e uma visibilidade enorme.

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

 

O longa, que tem direção de Alejandro Monteverde, e foi lançado em 4 de julho, é um sucesso nos Estados Unidos tanto de crítica quanto comercial. Tudo por conta do marketing do filme “Sound of Freedom”, que teve o trailer e versão online vista por centenas de milhares de pessoas.

Publicidade

Um dos grandes motivos para que o produto seja um bem-sucedido é o tema do filme, que trata de um assunto importante: o tráfico sexual infantil, um tema que afeta milhares de crianças de todas as idades e é pouco falado.

Estrelado por Mira Sorvino, Fim Caviezel e Bill Camp, “Sound of Freedom” auxilia a mostrar mais sobre este problema, trazendo a conscientização das pessoas sobre a importância de “trabalhar” para combatê-lo.

O impacto do marketing do filme “Sound of Freedom” foi tão grande que o orçamento da produção custou US$ 14 milhões e, no primeiro levantamento dos dados, ele já faturou US$ 100 milhões – isso só na primeira semana de lançamento nos Estados Unidos, de acordo com a publicação Puro Marketing.

No Brasil, o longa ainda não tem data de estreia, porém, já tem previsão para chegada em outros países como Espanha, Colômbia, Reino Unido, Venezuela, Argentina, Uruguai, Paraguai e Bolívia.

Trailer Oficial

A estratégia de marketing do filme “Sound of Freedom” fez a diferença

O enorme impacto viral do longa-metragem ajudou e, muito, no sucesso. Porém, outro ponto foi que a forma que os profissionais responsáveis pelo marketing do filme “Sound of Freedom” utilizaram as redes sociais da melhor forma.

Por este motivo, podemos ver diversas publicações utilizadas para a divulgação do filme, com milhões de pessoas sendo impactadas. Até celebridades como, por exemplo, Mel Gibson auxiliou nas redes sociais, garantindo que era um bom filme.

Uma das estratégias de impactar as pessoas foi mostrar que elas assistiriam sobre um assunto que muita gente não quer falar. Eduardo Verástegui, produtor e ativista político mexicano comentou, segundo a publicação, que “houve muita gente e continua havendo muita gente que não quer que essa verdade apareça, para esse filme sair. Este é um problema global. Tem muita gente envolvida nesse crime, em todos os setores. Já me ameaçaram muitas vezes, já tentaram muitas vezes que eu parasse o projeto, mas para mim são sinais”.

Outro ponto é que quando abordamos problemas que realmente acontecem na sociedade traz mais valor à marca. Afinal de contas, as pessoas estão se preocupando muito mais com assuntos ligados à inclusão, sustentabilidade, dentre outros.

A proporção que a produção tomou, apenas trabalhando muito bem as estratégias, mostra que o marketing do filme “Sound of Freedom” foi eficiente e que, dependendo do caso, não é necessário milhões para ter um impacto viral, mas, sim, saber trabalhar da maneira certa, principalmente, nas redes sociais.

Foto: Pexels

Publicidade
Publicidade