Publicidade
2 milhões de novas empresas em 2022: Quais os desafios em 2023?
09 de Janeiro de 2023

2 milhões de novas empresas em 2022: Quais os desafios em 2023?

O esperado para 2023 é o que o número de novas empresas duplique e ultrapasse o de 2022

Publicidade

Segundo o site do governo do Brasil, existem cerca de 20 milhões de empresas ativas no país, sendo 2,7 milhões abertas em 2022, mostrando que, mesmo com a retomada desacelerada de outros setores após a COVID-19, muitos empreendedores buscaram seguir por outros caminhos, por isso o grande número de abertura de novas empresas. Com a chegada de 2023, mais empresas serão criadas e mais desafios serão presenciados, sobretudo diante da competitividade no meio digital, em meio aos tantos anúncios e busca por resultados orgânicos que fazem o branding da marca.

“Com as métricas de crescimento proporcionadas pelas estratégias do marketing digital, é quase impossível dissociar a vida de uma empresa sem o uso dos recursos da internet. E quem pensa que essas estratégias são necessidades somente das médias e grandes empresas está muito enganado(a). Empresas de todos os tamanhos devem fazer um bom uso das redes sociais, pois elas são consumo de todos os perfis do público alvo. As estratégias mudam, mas o trabalho na internet deve sempre acontecer para quem busca crescimento”, afirma o CCO da Taruman, Caio Damasceno.

Publicidade

O investimento em marketing digital possibilita análises e mensuração no exato momento em que acontecem, aumenta a fidelização de clientes, autoridade da marca, garante a presença os os potenciais leads se encontram, a partir da definição do público alvo, gerando um conhecimento mais detalhado e um bom relacionamento. É também como as empresas podem divulgar seus produtos/serviços e potencializar a venda através de anúncios e outras estratégias de vendas.

Um dado da consultoria McKinsey revelou que empresas digitalmente maduras, com uma presença sólida no ambiente on-line, podem triplicar o EBITDA (lucro antes de juros, depreciações e impostos) frente aos demais concorrentes. Se antenar nos recursos digitais e investir, mesmo que aos poucos, resultará em uma empresa mais desenvolvida e inovadora.

Para 2023, o esperado é que não só as empresas recém-criadas como as que ainda as que vão ser criadas já consigam adotar o uso do marketing digital no seu planejamento e reservem parte da receita para possíveis investimentos. “Com um bom trabalho, é possível fazer com que a performance tenha uma crescente logo no início”, conclui Caio.

Foto:Freepik

Publicidade
Publicidade