Publicidade
Universo dos gamers: HBO lança série documental com enfoque na temática
07 de Maio de 2024

Universo dos gamers: HBO lança série documental com enfoque na temática

A produção terá cinco episódios que serão lançados às terças-feiras

Publicidade

A HBO anuncia o lançamento de uma série documental chamada Mundo Invisível dos Gamers, que tem como objetivo retratar a jornada de cinco jovens gamers que dividem sua atenção entre a vida pessoal, os desafios do dia a dia e as telas.

A produção conta com cinco episódios que serão lançados às terças-feiras, sendo o primeiro nesta terça, dia 7/5, às 19h, e o último no dia 4/6. Coproduzida pela Pródigo Filmes e Warner Bros. Discovery, com direção de Daniel Klajmic, a série acompanha a rotina de Cherrygumms (Nicolle Merhy), Nativa (Patrick Natividade), Paty Landim, Sher (Sher Machado) e Kami (Gabriel Bohm), conhecidos gamers e influencers que dividem um sonho em comum: viver no mundo dos games.

Publicidade

“É uma série sobre personagens. Costurando suas contradições e semelhanças, chegamos a um recorte sobre o mundo desses gamers. A série mostra também o que eles pensam e sentem quando desligam as telas. Esse mergulho permitiu trazermos outras camadas além do virtual”, diz Daniel Klajmic, diretor da série.

O primeiro episódio, intitulado “Não É Só um Joguinho”, retrata a vida e a intimidade desses jogadores e figuras influentes do eSports brasileiro. Paty Landim encontrou no mundo virtual um escape para viver diferentes realidades, enquanto lida com os traumas da perda do pai. Patrick Natividade, conhecido por suas notáveis habilidades no Free Fire, lida com a rotina agitada dos campeonatos. Cherrygumms abre sua vida íntima e sua rotina como CEO da Black Dragons.  Sher é uma jovem trans nascida na periferia do Rio de Janeiro. Com a falta de diversidade online, ela precisou trabalhar para ser sua própria referência. Gabriel (Kami) é um jogador conhecido há tempos, mas apenas recentemente passou a abrir mais sobre sua vida pessoal e seus planos para o futuro.

Em “Origens”, o segundo episódio, os gamers compartilham sua relação com a família, o início da carreira e o momento em que viram que suas vidas não seriam mais as mesmas sem os jogos.

Já no terceiro episódio, “Um por Todos”, a série mostra como os jovens lidam com os novos desafios e como aproveitam os frutos de seus esforços e curtem suas vidas, seja no virtual, seja no mundo real. E o quarto episódio, “Jogos Mentais”, é um mergulho nos reflexos da fama: hates, exposição, cancelamento e saúde mental entram em pauta na vida dos jogadores.

“Futuro do Futuro” é o quinto e último episódio da série. Nele, estão em pauta os desafios profissionais, as inseguranças e os anseios pelo futuro.

Os personagens

Kami (Gabriel Bohm) @painkami

Nome central para a história do cenário de League of Legends no Brasil, fez dos games sua companhia desde muito cedo. Teve mãe solo, que trabalhava fora e por questão de segurança preferia que o filho ficasse em frente às telas. Começou profissionalmente nos esports aos 15 anos, em 2011, morou em gaming houses e jogou a vida inteira pela paiN Gaming, pela qual foi campeão brasileiro duas vezes e chegou a participar do Campeonato Mundial de League of Legends. Entre um dos jogadores mais conhecidos e queridos pelos fãs, Kami fez uma pausa inesperada em 2018, para apostar na carreira de piloto de avião, mas não foi bem-sucedido. Um ano depois, chegou a anunciar sua volta ao cenário competitivo, mas não conseguiu alcançar a alta performance de antes e abandonou a line-up. Teve que lidar com uma depressão e uma aposentadoria precoce. Antes de tudo isso, em 2014, declarou ser homossexual, em um cenário ainda muito heteronormativo. Atualmente, é streamer, uma grande referência no LoL, e embaixador da organização para a qual sempre trabalhou.

Cherrygumms (Nicolle Merhy) @nicollemerhy

Nascida no Rio de Janeiro, tendo sua infância criada em Teresópolis (RJ), morava em um sítio quando teve contato com os games por meio do pai, que era técnico de informática. Ainda na adolescência, destacou-se no cenário competitivo do jogo de tiro Rainbow Six, tornando-se a primeira e única mulher nos campeonatos como titular. De lá pra cá, superou preconceitos, tornou-se criadora de conteúdo e CEO da organização de eSports Black Dragons. Em 2019, saiu na lista Forbes Under 30, reconhecida como empreendedora e embaixadora de marcas no setor de games, sendo embaixadora global da Intel. Em 2022, seu time foi adquirido pelo Grupo Dreamers, holding de mais de 20 empresas como Rock In Rio e Artplan, lançando em 2023 um novo pilar gamer no grupo: a agência Game Code

Nativa (Patrick Natividade) @natividadeff 

Nascido em Florianópolis (SC), cresceu na favela do Morro da Caixa e trabalhou como gari para juntar dinheiro e comprar um modelo de iPhone que lhe permitisse aprimorar suas habilidades no Free Fire – game responsável pela entrada de milhares de brasileiros nos jogos eletrônicos. Carismático, passou a fazer dinheiro com suas transmissões de FF no YouTube, onde reúne 1,16 milhão de inscritos. Começou a investir também no competitivo, onde superou mais de 7 mil concorrentes e se tornou campeão na modalidade Rei Solo. Foi integrante do time Netshoes Miners e é um sucesso também no Instagram, com 1,4 milhão de seguidores. A carreira de pro-player e criador de conteúdo já mudou completamente a sua realidade e a da sua família.

Paty Landim

Nascida e criada no Rio de Janeiro, Paty era uma criança tímida, que foi levada pela mãe ao curso de teatro para se soltar. Mais tarde, formou-se e trabalhou com fotografia, até que dez anos atrás, com a morte de seu pai, entrou em tristeza profunda e largou tudo. Nessa época, passava todos os dias online, inicialmente nos jogos de tiro e, depois, no role playing, no qual deu vazão a múltiplos aspectos de sua personalidade. Atualmente, está no servidor Cidade Alta, o role playing mais popular do Brasil e o que temos de mais parecido com o metaverso, simulando uma cidade real com milhares de usuários ativos. Paty participa dos bastidores do jogo desde os primórdios, no qual começou como administradora e hoje é gerente de negócios e diretora de operação. Ao mesmo tempo, interpreta 23 personagens. Entre as mais famosas, estão Lara, dona do hospital e namorada do coronel da cidade, e Larissa, uma nutricionista mal-humorada. Seu elenco inclui ainda uma criança, dois cachorros e uma vilã sexy. Embora diga que não quer ser famosa, a popularidade no jogo impulsionou um segundo trabalho, de streamer, no Facebook Gaming. Após muito tempo dedicado ao Cidade Alta, criou seu próprio servidor de role playing, o já lançado Awti City e permanece criando conteúdo para redes sociais e live stream. Com tanto tempo dedicado aos ambientes virtuais, sua vida fora das telas é um tanto misteriosa.

Sher (Sher Machado) @transcurecer

Mulher trans de Nilópolis (RJ), entrou no mundo dos games pelos jogos de RPG, nos quais assumia a identidade que quisesse, antes de se tornar Sher. Quando fez um curso de empreendedorismo, decidiu transformar esse hobby em profissão e saiu de casa com R$ 600 para apostar na carreira de criadora de conteúdo. Em suas lives, joga principalmente Valorant e trabalha as questões da representatividade com muito bom humor. Tem o sonho de se tornar mais conhecida e ser uma referência para outras pessoas parecidas com ela. Para ampliar sua base de fãs, faz aulas para melhorar o desempenho nos jogos. Já passou por períodos exaustivos de trabalho, em que ficava de segunda a segunda na frente da tela, mas hoje busca um equilíbrio e quer aproveitar a companhia dos amigos que fez por meio dos jogos.

Confira:

 Ficha Técnica:

Produção: Beto Gauss e Francesco Civita

Direção: Daniel Klajmic

Produção Executiva: Beto Gauss, Francesco Civita, Renata Grynszpan e Marina Hasche

Coordenação de Produção Executiva: Marina Grasso

Roteiro: Camila Camargo e Laura Artigas

Coordenação de Pesquisa: Camila Camargo e Gabriela Matarazzo

Direção de Fotografia: Daniel Klajmic

Supervisão de Pós-Produção: Maria Luiza Tutu Mesquita

Coordenação de Pós-Produção: Danielle Belo e Thiago Rigolino

Direção de Arte e Motion Design: Vinícius Kahan, Marco Souza e Caio Antônio

Som Direto: Mix4ria

Edição de Som e Mixagem: Estúdio Plug.in

Trilha Original de Abertura: Diogo Poças e Leonardo Mendes

Montagem: Jean Battistini e Kaue Kabrera, AMC

Publicidade
Publicidade