Publicidade
Projeto vai mapear cadeia produtiva de pratos com raízes germânicas em SC
17 de Janeiro de 2024

Projeto vai mapear cadeia produtiva de pratos com raízes germânicas em SC

Dez cidades com reconhecido processo de colonização germânica vão compor o projeto

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Um projeto cultural nascido em Joinville vai mapear, passo a passo, a cadeia produtiva que envolve pratos típicos da gastronomia de raízes germânicas em Santa Catarina.

Dez cidades com reconhecido processo de colonização germânica vão compor o projeto, que terá sua primeira escala em Joinville, já no final de janeiro. Em cada município, dois pratos de diferentes estabelecimentos serão objeto do trabalho. Toda a pesquisa será divulgada em um site próprio, além do lançamento de um livro (impresso e digital) contemplando histórias e curiosidades recolhidas entre os produtores e de um documentário.

Publicidade

Quem lidera a iniciativa é a Agência Cultural AqueleTrio, da produtora e musicista Marisa Toledo. “Para nós, isso só constata o quanto a gastronomia é identitária, trazendo consigo o senso de pertencimento de um lugar”. Ao final, para Marisa, a expectativa é levar ao mercado e ao poder público um material que ajude a dimensionar o alcance cultural, econômico e turístico dos pratos com origem germânica. “Essa é a maior relevância do projeto: a entrega gratuita à sociedade deste conteúdo integral”.

“Saberes e Fazeres da Gastronomia Germânica – uma Abordagem Territorializada” é um projeto realizado pela Agência Cultural AqueleTrio, por meio do Programa de Incentivo à Cultura, o PIC, do Governo do Estado de Santa Catarina, aprovado pela Fundação Catarinense de Cultura, e conta com o apoio de Hotel Tannenhof e o incentivo de Havan, Urbano Alimentos, Ciser e Celesc.

Publicidade
Publicidade