Publicidade
Usuários processam Facebook pela armazenagem “ilegal” de dados biométricos
06 de Maio de 2016

Usuários processam Facebook pela armazenagem “ilegal” de dados biométricos

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Alguns usuários do Facebook venceram a primeira etapa de uma batalha judicial contra a rede social. Eles processaram a companhia pela coleta e armazenagem “ilegal” de dados biométricos obtidos por meio de seus rostos em fotos.

O juiz responsável pelo caso em um tribunal federal na Califórnia, Estados Unidos, recusou na quinta-feira uma moção do Facebook pedindo a rejeição do caso. A plataforma argumentou que os usuários não poderiam entrar com uma queixa baseada na lei Illinois sobre privacidade de informações biométricas (BIPA, na sigla em inglês), já os termos do usuário, aceitos na criação da conta, são da Califórnia.

Publicidade

O tribunal disse que a lei de Illinois é aplicável e que os querelantes entraram com a queixa sob a proteção da BIPA.

Publicidade
Publicidade