Publicidade
Programa da Acate e Sebrae ajuda a suprir demanda por desenvolvedores em Santa Catarina
26 de Janeiro de 2022

Programa da Acate e Sebrae ajuda a suprir demanda por desenvolvedores em Santa Catarina

Área ocupará mais da metade das vagas de tecnologia que serão abertas no estado até o ano que vem

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

A Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) e o Sebrae anunciam que estão abertas até o dia 29 de janeiro as inscrições para o DEVinHouse, programa de formação de desenvolvedores Full Stack – profissionais capazes de trabalhar com toda a pilha de desenvolvimento de um projeto.

O objetivo é dar conta da crescente demanda por desenvolvedores de softwares que o mercado de trabalho catarinense tem recebido. Segundo dados da Acate, a área ocupará mais da metade das vagas de tecnologia que serão abertas no estado até o ano que vem.

Publicidade

 

O DEVinHouse

O programa tem duração de nove meses, com aproximadamente 25 horas por semana entre aulas, atividades e vivências. O conteúdo é focado na prática com resolução de problemas reais, e o estudante também vai receber a mentoria de um DEV sênior e vivenciar a cultura da empresa parceira, que pode ser NDD, Audaces ou Conecta Nuvem.

Podem se inscrever pessoas com ensino médio completo de qualquer lugar do país. Além disso, é necessário ser aprovado no processo seletivo.

Nesta primeira edição, serão abertas 120 vagas, com 15 bolsas de estudo integral para quem comprovar carência financeira.

O aluno tem a possibilidade de já sair da formação com carteira assinada. As empresas patrocinadoras se comprometem a abrir 15 vagas de desenvolvedor júnior em cada turma, exclusivas para os participantes.

“Quem se dedicar e tiver um bom desempenho terá emprego garantido nas empresas madrinhas ainda durante o curso. Além disso, o setor de tecnologia está em plena expansão em Santa Catarina e no país, com milhares de vagas abertas, e a grande demanda é por desenvolvedores de softwares”, destaca o vice-presidente de Talentos da ACATE, Moacir Marafon.

As empresas de Santa Catarina que querem contratar desenvolvedores também podem patrocinar uma turma. Para isso, é necessário passar por um processo de validação do SENAI. Mais informações neste link.

 

 

Bolsas integrais

Para os alunos que passarem no processo seletivo e comprovarem carência financeira, estão previstas 15 bolsas de estudo integrais, sendo cinco do SENAI e dez proporcionadas pelo lucro da venda do livro “Ponte para a Inovação: como construir um ecossistema empreendedor”.

 

Foto do topo de Lukas no Pexels.

Publicidade
Publicidade