Publicidade
Pesquisa mostra que 39% das empresas financeiras já usam Inteligência Artificial
05 de Fevereiro de 2024

Pesquisa mostra que 39% das empresas financeiras já usam Inteligência Artificial

Analistas identificam as três características das empresas financeiras de maior sucesso no uso de IA

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Sessenta e oito por cento das organizações financeiras estão usando Inteligência Artificial (IA) ou planejam usar essa tecnologia, de acordo com pesquisa realizada pelo Gartner com 133 líderes financeiros globais.

Desse total, o Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, constatou que 39% dos entrevistados já estão usando IA e Machine Learning (Aprendizado de Máquina), e outros 29% indicam que o uso dessas tecnologias está planejado.

Publicidade

“As empresas financeiras mais bem-sucedidas na adoção da Inteligência Artificial promovem e incentivam a tecnologia no nível da alta administração e incorporam equipes de ciência de dados diretamente nos departamentos financeiros, evitando depender de terceiros”, afirma Mark D. McDonald, Diretor Sênior e Analista do Gartner para a área de finanças (Gartner Finance Practice). “É somente quando os funcionários encaram a Inteligência Artificial como um colega de trabalho, em vez de uma ameaça aos seus empregos, que as empresas encontram maior probabilidade e magnitude de sucesso.”

Fonte: Gartner (Dezembro 2024)

Estratégias de Sucesso da Inteligência Artificial na Área Financeira

Para auxiliar CFOs (Chief Financial Officers) e líderes financeiros a navegarem nessa nova tendência, os especialistas do Gartner identificam três características das empresas financeiras mais bem-sucedidas que atualmente utilizam Inteligência Artificial:

– Resultados de curto prazo são possíveis, mas mudanças transformadores demandam tempo: Embora benefícios de curto prazo com a Inteligência Artificial sejam possíveis por meio de soluções simples ou adquiridas, o valor transformador da Inteligência Artificial na área financeira requer um nível de maturidade que leva tempo para ser construído.

– A ciência de dados emerge como um novo papel na área financeira: A maioria das equipes financeiras relata o uso de cientistas de dados. Antes considerados como uma contagem de cabeças arriscada e frívola, as equipes financeiras modernas comumente utilizam cientistas de dados, independentemente de aproveitarem a Inteligência Artificial ou não.

– A aceitação desempenha um papel no sucesso da Inteligência Artificial: Empresas com um alto nível de aceitação da Inteligência Artificial relatam grande êxito. Sem o apoio dos responsáveis que são conhecedores dos processos, a construção do trabalho impulsionado por Inteligência Artificial para emular suas decisões e ações se mostra difícil.

“Esses três fatores, que parecer bastante simples, têm impacto nas taxas de sucesso da Inteligência Artificial nas funções financeiras”, diz McDonald. “Coloque os cientistas de dados próximos aos processos e pessoas que treinarão a Inteligência Artificial. Certifique-se de que esses profissionais entendam que a IA pode facilitar o trabalho e dê a eles o tempo necessário para produzirem resultados transformadores.”

Informações adicionais estão disponíveis para clientes do Gartner na pesquisa “Finance AI Strategies Emerging as The Benchmark for Success”. Líderes de finanças podem avaliar sua abordagem atual em relação a essas prioridades, além de compreender as melhores práticas do Gartner para gerenciá-las. Empresas que não são clientes do Gartner podem assistir ao vídeo “Gartner Experts on AI in Finance: The Next Industrial Revolution”.

Publicidade
Publicidade