Publicidade
Freshworks lança relatório global sobre uso de inteligência artificial no trabalho
01 de Julho de 2024

Freshworks lança relatório global sobre uso de inteligência artificial no trabalho

Profissionais de TI e marketing lideram uso da tecnologia para tarefas profissionais

Uma nova pesquisa global da Freshworks revelou que a Índia e a América Latina são as regiões que lideram mundialmente o uso da tecnologia de IA no trabalho.

De acordo com o levantamento, 90% dos profissionais da Índia e 83% dos profissionais da América Latina usam ferramentas aprimoradas por IA ao menos uma vez por mês, o que faz com que as duas localidades emergentes estejam na vanguarda da adoção da IA na rotina profissional. O estudo mostra que trabalhadores de regiões como EUA e Europa, por exemplo, utilizam menos a tecnologia, sendo cerca de 67% e 71% dos profissionais, respectivamente.

Publicidade

As principais tarefas desempenhadas pelos profissionais com auxílio de softwares impulsionados por IA, segundo a pesquisa, são: criação de conteúdo (48%), análise de dados (45%) e análise ou tradução de texto e áudio (45%).

O relatório foi realizado com mais de 7.000 tomadores de decisão e gestores seniores de 12 países diferentes, incluindo 1.500 profissionais do Brasil, México e Colômbia de diferentes setores corporativos, e explora os sentimentos, a utilização e o valor percebido pelas pessoas quanto às ferramentas de IA no local de trabalho. Confira a seguir outras principais descobertas.

Marketing em segundo lugar
89% dos profissionais de TI usam IA ao menos uma vez por mês, segundo a pesquisa global da Freshworks. Marketing aparece como o segundo departamento que mais utiliza a tecnologia, com 86% dos profissionais utilizando ao menos uma vez por mês.

A relação de uso da IA nos outros departamentos é menor: Jurídico (53%), Atendimento ao Cliente (64%), Contabilidade (74%), Vendas (74%) e RH (77%). Globalmente, e considerando todos os departamentos, o estudo revela que 3 a cada 4 profissionais (76%) já utilizam IA no trabalho.

ChatGPT no trabalho
De acordo com a pesquisa da Freshworks, 33% dos profissionais afirmam já utilizar o ChatGPT no trabalho. No entanto, essa relação aumenta quando se olha para departamentos específicos. Em TI, 2 a cada 5 (41%) dos profissionais já utilizam a mais famosa ferramenta de IA. No Marketing, a taxa é de 39%. Já no recorte da América Latina, mais da metade dos profissionais já utiliza o Chat GPT (54%).

Economia de tempo
O estudo ainda revelou que trabalhadores estimam que a utilização de soluções de IA poderia poupar-lhes aproximadamente 3 horas e 47 minutos em uma semana de trabalho típica, o que significa que, em 1 ano, poderiam ser poupados 24 dias úteis de trabalho.

Revisão humana
Segundo dados da pesquisa, 72% dos trabalhadores mundiais confiam que a IA traz valor para os negócios. Profissionais de TI (84%) e Marketing (80%) são quem mais confiam no lado positivo da tecnologia. As principais razões são: qualidade do trabalho é boa (59%), aumento de produtividade (57%) e faz exatamente o que pedimos para fazer (49%).

Por outro lado, mais de ⅔ dos profissinais (69%) confiaria mais na IA no local de trabalho se a revisão humana dos seus resultados fosse obrigatória. A mesma quantidade de trabalhadores (69%) acredita ainda que a IA nunca será capaz de substituir completamente os trabalhadores humanos.

Medo de perder oportunidades
Outra revelação surpreendente da pesquisa da Freshworks é que mais de ⅓ dos trabalhadores (37%) afirmam que as organizações adotam softwares de IA devido ao medo de perder o próximo grande sucesso ou para evitar perder inovações que os concorrentes poderiam obter com a IA antes deles. Além disso, 47% dos profissionais de TI afirmam que os outros trabalhadores de suas organizações utilizam IA no dia a dia do trabalho, mas ainda não percebem que a estão usando.

Barreira do idioma no Brasil
Por fim, o relatório global ainda mostra uma grande insatisfação de trabalhadores que usam IA fora do eixo anglosaxônico. De acordo com a pesquisa, 24% dos profissionais brasileiros afirmam que por conta dos softwares de IA serem treinados em inglês são menos precisos.
Para conferir o relatório completo, acesse aqui.

Foto:Unsplash

WhatsApp
Junte-se a nós no WhatsApp para ficar por dentro das últimas novidades! Entre no grupo

Ao entrar neste grupo do WhatsApp, você concorda com os termos e política de privacidade aplicáveis.

    Newsletter