Publicidade
Empresas tech e práticas sustentáveis
25 de Janeiro de 2024

Empresas tech e práticas sustentáveis

Empresas brasileiras pretendem aumentar seus investimentos em ações sustentáveis nos próximos dois anos

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Reconhecendo o papel fundamental que desempenham na promoção da sustentabilidade, as empresas tech depositam cada vez mais atenção às práticas socioambientais que podem adotar no dia a dia.

Em 2024, a integração de tecnologias inteligentes não apenas vai promover uma nova eficiência operacional, mas também oferecerá soluções que garantem a preservação do ecossistema, alinhando os valores ambientais e morais das empresas às expectativas de uma sociedade global preocupada com questões climáticas.

Publicidade

De acordo com os dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgados pela Agência Brasil, cerca de 69% das empresas brasileiras pretendem aumentar seus investimentos em ações sustentáveis nos próximos dois anos, marcando um crescimento significativo em comparação ao período anterior. Essa tendência ascendente é impulsionada por diversos motivos, incluindo a busca por redução de custos operacionais, melhoria da competitividade no mercado, atendimento às exigências regulatórias e a construção de uma imagem positiva perante a sociedade e os consumidores.

Aderir às práticas sustentáveis é uma necessidade para todas as empresas que querem se destacar em 2024. O setor continuará crescendo, junto da compreensão de que a sustentabilidade não é apenas uma escolha ética, mas também um caminho viável para o progresso empresarial e social.

Quais recursos podem ser utilizados para facilitar a inclusão de práticas sustentáveis?

Rede de Parcerias Sustentáveis: Estabelecer parcerias estratégicas com fornecedores, distribuidores e empresas comprometidas com práticas sustentáveis, reforça o compromisso com a responsabilidade ambiental e também cria um ecossistema empresarial que compartilha valores e objetivos comuns.

Tecnologias de Rastreamento Sustentável: A utilização de tecnologias como blockchain na cadeia de suprimentos não só assegura a proveniência ética dos produtos, mas também fornece aos consumidores informações transparentes sobre a origem e o processo de produção.

Treinamento e Educação: Investir em programas educacionais sobre sustentabilidade para os funcionários aumenta a conscientização, capacita os colaboradores a identificar oportunidades de melhorias sustentáveis em suas próprias áreas de atuação e incentiva a implementação de práticas mais ecológicas em todos os níveis da empresa.

Energia: Adotar fontes de energia renovável, como solar ou eólica, para alimentar operações e data centers, além de reduzir as emissões de carbono, também pode proporcionar independência energética e estabilidade a longo prazo, reduzindo a vulnerabilidade às flutuações de preços e disponibilidade de energia convencional.

Reciclagem: Além da implementação de programas de reciclagem de produtos eletrônicos, estender a vida útil desses dispositivos através de reparos e upgrades não apenas reduz o desperdício eletrônico, mas também contribui para a preservação de recursos naturais, estimulando uma cultura de consumo mais responsável e sustentável.

Parcerias (adicionais): Estabelecer parcerias sólidas com organizações de reciclagem e logística reversa fortalece a capacidade de reciclagem e o tratamento adequado de resíduos eletrônicos, contribuindo para a redução do impacto ambiental e para a gestão eficaz do ciclo de vida dos produtos.

Essas estratégias demonstram como as empresas podem integrar práticas sustentáveis em diferentes aspectos de suas operações, como a utilização de produtos sustentáveis e a implementação de práticas de reúso, promovendo a sustentabilidade e a responsabilidade ambiental em toda a cadeia produtiva.

*Por Leonardo Oliani, Fundador da Astéria

Imagem: Pexels

Publicidade
Publicidade