Publicidade
Dicas para se adaptar ao mundo da tecnologia
30 de Novembro de 2023

Dicas para se adaptar ao mundo da tecnologia

A adaptabilidade é essencial, é importante desenvolver habilidades em uma taxa muito mais rápida do que anteriormente

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

As habilidades tecnológicas tornaram-se um componente essencial para o sucesso profissional.

Segundo pesquisa da Gartner, a média de aplicativos usados por colaboradores aumentou significativamente, passando de 6 apps para 11, de 2019 para 2023, demonstrando como a tecnologia se tornou parte integrante de nossas vidas profissionais.

Publicidade

Apenas Word e Excel não são mais suficientes. Desta forma, é importante desenvolver habilidades em uma taxa muito mais rápida do que anteriormente, a adaptabilidade é essencial. Tecnologias como a Inteligência Artificial (IA), a análise de dados, e a colaboração digital no ambiente de trabalho remoto já são uma realidade. Além disso, profissões como a análise de dados e a tecnologia da informação estão cada vez mais presentes.

Dicas para o futuro profissional –

Desenvolva a sua proficiência digital

“Com a crescente popularização do trabalho remoto, vem sendo imprescindível ter proficiência em colaborar pelo meio digital. Por isso, é esperado que o profissional tenha já familiaridade com ferramentas e métodos que ampliem sua produtividade e sua comunicação a distância”, revela Mariana Kobayashi, co-fundadora da Tech do Bem.

Aprofunde-se em análise de dados

Outra habilidade fundamental é a análise de dados e a capacidade de relatar insights valiosos. Raphael Santos Marques, também co-fundador do projeto, afirma: “Dados são importantes pois reforçam nossos argumentos e trazem uma certa segurança para a veracidade da informação, além de sustentar tomadas de decisões. Mas eu também diria que o pensamento crítico e a retórica sempre serão extremamente importantes e devem continuar mais ainda valorizados em uma empresa direcionada a dados”.

Invista em autoconhecimento

“O colaborador hoje, esteja ele trabalhando com tecnologia diretamente ou indiretamente, não precisa entrar nessa onda de ansiedade e sair se aprofundando em todas as tendências que vão surgir uma atrás da outra como Metaverso, Web3, Internet of Things, Inteligência Artificial, entre outras. O principal é entender o seu nicho de atuação e enxergar quais dessas tendências farão a real diferença na sua carreira e quais habilidades ele precisa desenvolver no curto e longo prazo. Por isso é fundamental ele se conhecer melhor para identificar quais competências já estão fortalecidas e quais precisam ser desenvolvidas – seus pontos fortes e fracos.”, indica Mariana.

Aprenda a aprender

“Além de haver muito espaço para a contratação de desenvolvedores de software, também vai existir espaço para encontrar a solução “dentro de casa”. Digo isso porque muitas profissões vão passar a ter um perfil mais tecnológico, o que vai aumentar a demanda do mercado e influenciar esse déficit. É por isso que a capacidade em se adaptar irá fazer a diferença para muitos profissionais; o que certamente vai incentivar essa busca por mais aprendizagem, e melhorar essa skill de aprender mais rápido em menos tempo”, afirma Raphael.

Adquira competências socioemocionais

Em um mercado vasto, é importante mostrar seu diferencial na área.

Inteligência Artificial 

“A IA é capaz de automatizar tarefas repetitivas e cansativas que ainda nos pegamos tendo que executar no mercado de trabalho. Quando você aprende mais, você se familiariza e depois se aprofunda no uso dessas ferramentas, você enxerga o potencial que elas têm de acelerar seus projetos e permitir mais flexibilidade dentro da sua rotina”, afirma Santos Marques.

Ferramentas como o ChatGPT inevitavelmente vão se tornar constantes em todos meios de trabalho, a hora é de se adaptar. “O ChatGPT é uma ferramenta excelente para você dar aquele pontapé em determinada tarefa, economizando assim muito tempo, mas na hora de seguir com os próximos passos e concluir essa sua demanda, aí entra o poder da criatividade humana. Quanto mais cedo o profissional entender isso, mais rápido será para ele tirar proveito da inteligência artificial e transformar essa preocupação em diferencial competitivo. Para tirar o máximo de proveito do ChatGPT, acredito que duas coisas são fundamentais: o conhecimento aprofundado em um determinado tema e as boas práticas de conversação com essa IA, o prompt engineering”, afirma o co-fundador da Tech do Bem.

Desta forma, estar atento às tecnologias emergentes é vital. “É óbvio que há aquelas que estão se tornando onipresentes independente da sua profissão, como é o caso da IA e da dataficação. Uma ferramenta como o ChatGPT é poderosíssima para você deixar passar assim em branco nessa sua aprendizagem e transformação digital; a mesma coisa a análise de dados”, conclui Mariana Kobayashi.

Imagem – Pexels

Publicidade
Publicidade