Publicidade
Campanhas com o uso de inteligência artificial têm maior assertividade no público-alvo
25 de Maio de 2023

Campanhas com o uso de inteligência artificial têm maior assertividade no público-alvo

Na criação de anúncios, o ChatGPT auxilia na variação de textos, respeitando inputs como tom de voz, quantidade de caracteres e call to action

Twitter Whatsapp Facebook

A Forbes lançou, em abril, a lista das 50 empresas privadas mais promissoras que utilizam Inteligência Artificial.

O tema ganhou notoriedade nos últimos meses com o lançamento do ChatGPT e outros softwares de geradores de imagens. Coletivamente, as empresas da lista de 2023 receberam um financiamento coletivo de US$ 27,2 bilhões.

Publicidade

Nessa crescente, a Inteligência Artificial passa a ser utilizada em diversos setores e iniciativas. Um deles é o de campanhas de performance digital para as marcas.

Gustavo Franco, Country Manager da Labelium comenta que, “Com estratégias personalizadas e melhora na assertividade do público-alvo por meio da IA, há um ganho operacional e estratégico para marcas de todos os setores. Frequentemente nos perguntam como entendemos a aplicação da AI dentro do contexto do marketing digital, se temos algum receio dela impactar em nossa oferta. A verdade é que a IA só traz ainda mais necessidade de parceiros inteligentes e criativos para a mesa. O uso da inteligência, de forma estratégica, está no que se pede a ela – input – e esse input de qualidade só pode vir de especialistas”, pontua Franco.

Aprimoramento de estratégias

Sendo assim, com estratégia e análise de dados como base, as campanhas precisam ser segmentadas quanto a objetivos e públicos-alvo para que tenham sucesso. E, além disso, precisam ser frequentemente remetidas a observação de taxa de acerto e vendas, dessa forma, a inteligência e as estratégias podem se aprimorar cada vez mais.

A inteligência artificial atrelada à análise de dados também possibilita a definição, de maneira clara, de quais canais serão utilizados em cada oportunidade. A especialização nos canais é chave e com uma jornada de compra cada vez mais fragmentada, irão surgir profissionais altamente especializados nas competências de search, social, vídeo, programática, etc.

A consultoria cita um case de uma grande marca do segmento de luxo em que já está aplicando IA em duas frentes: criação de variações de anúncios e campanhas inteligentes de parceiros como Google e Meta. Os resultados vieram em duas frentes: ganho de eficiência, sobretudo na criação de variação de criativos com uso do ChatGPT e aumento de vendas, já que as campanhas inteligentes conseguem atingir um possível comprador com muito mais eficácia do que campanhas convencionais.

Potencial do ChatGPT

Na criação de anúncios, o ChatGPT auxilia na variação de textos, respeitando inputs como tom de voz, quantidade de caracteres e call to action. Quanto às campanhas inteligentes, formatos dos parceiros que fazem uso de variadas peças e combinam elementos de comportamento emitidos pelos usuários é a chave do sucesso. Importante, no entanto, fornecer inputs às campanhas.

“Muitas vezes a máquina irá priorizar o menor custo de aquisição, por exemplo, mas nem sempre isso está alinhado à estratégia de marca: muitas vezes o negócio precisa priorizar uma categoria que não necessariamente é a que se vende pelo menor investimento”, aponta Franco.

Foto:Freepik

Publicidade