Publicidade
Brasileiro se destaca com tecnologia criativa nos EUA
23 de Agosto de 2023

Brasileiro se destaca com tecnologia criativa nos EUA

O profissional possui um visto especial, apelidado de “Visto de Gênio”

Publicidade

Antes de surgirem faculdades voltadas à área da tecnologia, com foco em inteligência artificial e ciências de dados, e menos ainda, de existir tecnologias como o ChatGPT, alguns brasileiros já eram destaque mundo afora com sua expertise na área.

É o caso de Daniel Vettorazi, creative technologist, que saiu do país em 2019 para abraçar uma grande oportunidade em solo norte-americano e, desde então, vem conquistando variados prêmios na área. Os mais recentes foram por conta do projeto Lifesaving Radio rádio criada para cirurgiões, criada com ajuda da Inteligência Artificial, cujas premiações foram: 1 Leão de bronze, em Cannes, na categoria Pharma; e 4 prêmios Clio – premiação importante na área de projetos com IA.

Publicidade

Em 2019, Daniel Vettorazi se mudou com sua esposa para os Estados Unidos, buscando oportunidades de trabalho na área de animação, com foco em tecnologias ainda inexploradas no Brasil. O profissional possui um visto especial para estar nos EUA, o Visto O-1, apelidado carinhosamente de “Visto de Gênio”, pois é somente concedido a pessoas que possuem habilidades especiais que possam contribuir para os Estados Unidos (Einstein já teve um desses, e a nossa cantora brasileira Anitta também tem o seu!).

Foi quando chegou no país americano que as oportunidades começaram a surgir: Vettorazi passou por grandes empresas como a Meta, à frente de projetos para o Facebook e Instagram, e lá, ganhou 3 hackathons – muito populares na empresa de Mark Zuckerberg, para promover o trabalho em equipe e incentivar os desenvolvedores a iniciar novos projetos.

Antes disso, ele já havia ganhado o prêmio considerado o “Oscar da Internet”, o Webby Awards, na categoria “Melhor Trailer”’, feito para a série da HBO “Between the world and me” – no qual foi responsável por usar inteligência artificial para auxiliar no processo de animação dos desenhos da abertura da série, contribuindo para a agilidade no processo de trabalho dos animadores.

O profissional reforça, ainda, a importância da inteligência artificial em diferentes esferas do seu trabalho, como foi o caso deste projeto citado acima. “Contamos com a versatilidade do machine learning para animar algumas cenas, usando a ferramenta também para criativos, o que é interessante, pois geralmente machine learning é associado apenas à data science e seus processos mais tradicionais”, conclui.

Crédito: Divulgação

Publicidade
Publicidade