Publicidade
Balneário Camboriú ganha criptomoeda própria
20 de Junho de 2022

Balneário Camboriú ganha criptomoeda própria

BC Token deve entrar em circulação até setembro

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

A cidade de Balneário Camboriú será a primeira da América Latina a ter sua própria criptomoeda, o BC Token. Idealizado pela Wayne Soluções Digitais, o ativo deve entrar em circulação até setembro com o propósito de integrar o dia a dia financeiro de qualquer pessoa na cidade, seja turista, comerciante ou investidor.

Além de permitir transferências financeiras para qualquer lugar do mundo a baixo custo, a plataforma do BC Token sustentará ainda funções comerciais conectadas ao Metaverso, como visitas virtuais a imóveis na cidade para compra, venda ou locação; vantagens como descontos nas transações de turismo e entretenimento; e a possibilidade de liquidar o token a qualquer momento para Real.

Publicidade

De acordo com Anderson de Almeida, empresário multisetorial que é CEO da IHit, desenvolvedora do projeto, o BC Token, será um ativo, e também uma plataforma de NFT´s para o Metaverso com imagens geradas pelos próprios usuários com ferramentas tecnológicas acessíveis. “Balneário Camboriú é o nosso laboratório, vamos inovar nesta cidade que é vanguardista por natureza, mas os planos da iHit Full HUB é ativar moedas virtuais em outros municípios do Brasil ainda este ano”, completa o executivo.

Em até 60 dias, antes do início oficial da operação do BC Token, haverá uma pré-venda da moeda onde as pessoas poderão comprá-la num valor mais baixo que valerá depois do lançamento oficial.

Os utility tokens são ativos descentralizados, que permitem o acesso a determinados produtos ou aplicações. O TOKEN UTILITY BC é uma ferramenta de gestão que atua de forma simples e efetiva no mercado, no caso do BC Token e da ferramenta bcwallet, poderá ser usada no comércio, como meio de pagamento, receber e enviar dinheiro.

Um blockchain é um livro digital descentralizado, distribuído e público usado para recuperar transações em muitos computadores para que o registro não possa ser alterado retroativamente sem a alteração de todos os blocos subsequentes e o conluio da rede. Blockchains crescem constantemente à medida que um novo bloco é “extraído” e são registrados em um formato cronológico do mais recente ao menos recente. Ele oferece aos participantes do mercado a oportunidade de rastrear suas transações em moeda digital sem qualquer forma de registro central. Para cada computador conectado à rede, sempre há uma cópia blockchain dedicada a ele e baixada automaticamente.

Publicidade
Publicidade