Publicidade
Marcas rompem com youtuber Júlio Cocielo após comentário racista no Twitter
03 de Julho de 2018

Marcas rompem com youtuber Júlio Cocielo após comentário racista no Twitter

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

O youtuber Júlio Cocielo está perdendo contratos após fazer um comentário racista em seu Twitter. De acordo com o AdNews, o influenciador que possui mais de 11 milhões de seguidores só no Instagram, fez o comentário sobre um jogador da seleção francesa, acreditando ser uma piada.

A publicação, já apagada, foi vista como racismo pelos internautas e gerou reações, segundo o site, inclusive de usuários pedindo explicações das marcas que veiculam campanhas com o youtuber.

Entre as empresas que têm acordo com o jovem estão Submarino, Coca-Cola, adidas, Pepsi, McDonald´s, Asus e Tic-Tac. Até o momento algumas empresas se pronunciaram:

O Submarino se pronunciou em uma publicação na sua fanpage afirmando que “repudia veementemente qualquer manifestação racista e tomará as providências necessárias”

Em nota, a Coca-Cola disse: “o respeito à diversidade é um dos principais valores da nossa companhia, em nossas campanhas celebramos as diferenças e promovemos a união. Manifestações preconceituosas não são toleradas. Repudiamos qualquer forma de racismo, machismo, misoginia ou homofobia”

A Asus alegou que “é contra qualquer manifestação preconceituosa. Nesse momento, a marca não possui nenhum vínculo com o youtuber citado”.

Segundo o AdNews, o youtuber excluíu tweets e não publicou mais em sua conta no Instagram. Cocielo divulgou um pedido de desculpas em seu Twitter.

Confira:

Foto: Reprodução/AdNews

Publicidade
Publicidade