Publicidade
Getty Images e iStock anunciam vencedores da “Defining Future”, bolsa que apoia a próxima geração de talentos criativos
08 de Janeiro de 2021

Getty Images e iStock anunciam vencedores da “Defining Future”, bolsa que apoia a próxima geração de talentos criativos

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

A Getty Imagens – líder mundial em comunicações visuais – junto à sua subsidiária iStock, anunciou nesta semana o resultado da Bolsa Criativa “Defining Future”. A iniciativa busca fornecer apoio financeiro a três criativos emergentes por meio de bolsas de US$ 10.000, US$ 7.000 e US$ 3.000, e orientação para explorar as complexidades que o futuro pode conter através das lentes da criativa narrativa visual.

“Contar histórias é essencial para nossa sobrevivência – é parte mecanismo de enfrentamento, parte autoexpressão e parte imaginação, e muito mais”, apontou o chefe global de arte da Getty Images, Guy Merrill. “Ao apoiar esses três criativos incríveis e ajudá-los a continuar a fazer o que os inspira, ao mesmo tempo em que trazemos a arte para o mundo, somos capazes de romper barreiras coletivamente, quebrar estereótipos e impulsionar com confiança nossa linguagem visual global.”

O grande ganhador do prêmio de US$ 10.000 é Hidhir Badaruddin, um fotógrafo que mora em Londres, recém-formado no London College of Fashion, que se identifica como um homem gay do sudeste asiático proveniente de Cingapura. “Com minha série de fotos intitulada ‘Younglawa’, um jogo de palavras entre inglês e malaio que se traduz em ‘(alguém) que é lindo’ ou ‘o lindo’, espero retratar minha visão para uma nova geração de masculinidade asiática”, afirma Badaruddin. Ele completa: “Espero desafiar o estereótipo do homem asiático e celebrar sua juventude, ternura e alma. Quero que o mundo saiba como os homens asiáticos podem ser diversos e multifacetados, celebrando todos os matizes e sexualidades.”

No segundo lugar, com a bolsa de US$ 7.000, está Isabel Okoro. A fotógrafa de Toronto que cresceu em Lagos, Nigéria, se destacou por seu trabalho em torno da experiência da juventude negra, que enfatiza as interações entre a pátria e a diáspora.

Já o terceiro prêmio foi destinado à Ebony Blanding, uma escritora e cineasta negra radicada em Atlanta, Estados Unidos, que busca explorar as complexidades e possibilidades da infância e feminilidade negra por meio de seu filme LISTEN FOR THE SIRENS.

“Esses jovens artistas enviaram um trabalho brilhante e atraente narrando temas de identidade racial a partir da experiência pessoal e também política, em novos formatos inteligentes, incluindo filme de ficção ou calendário”, comenta Jimena Acosta, uma das juradas. “É fundamental apoiar isso e vozes que estão chegando e estou emocionada pelo futuro brilhante que está por vir”, finaliza.

Além da bolsa, os três beneficiários terão a oportunidade de licenciar seus trabalhos vencedores nos sites da Getty Images e iStock a uma taxa de royalties de 100 por cento.

Publicidade
Publicidade