Publicidade
Melissa, marca de calçados da Grendene, estreia no metaverso com lançamento de NFTs
02 de Maio de 2022

Melissa, marca de calçados da Grendene, estreia no metaverso com lançamento de NFTs

As NFTs Melissa contam versões limitadas de clássicos e grandes sucessos da marca como ativos digitais

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

O metaverso chegou com tudo no segmento dos negócios e da moda, permitindo criar infinitas possibilidades de realidade virtual. A Melissa, que não poderia ficar de fora, também chegou ao universo das NFTs, sigla em inglês para “tokens não-fungíveis”, com versões limitadas de clássicos e grandes sucessos da marca como ativos digitais.

Os tokens serão divididos em 4 categorias: rara, épica, mística e lendária, com produtos nos modelos Flox, Stellar, Beach Slide, Flip Flop Free e Possession. Cada uma delas vai proporcionar benefícios exclusivos para serem usados no ambiente físico, como cupons de descontos, prioridades na compra de NFTs, produtos físicos exclusivos e visitas imersivas ao universo Melissa. Os ativos digitais estão disponíveis no site.

Publicidade

Raquel Scherer, Gerente Geral da marca ressalta que, “A Melissa é uma das marcas brasileiras pioneiras a levar o público feminino à Web3. Para que essa experiência seja extraordinária, transcendemos esse universo digital e adicionamos benefícios reais à essas aquisições”.

O diretor-geral da marca Melissa, Paulo Pedó, endossa a novidade feita em conjunto com o laboratório de inovação da Grendene. “O Bergamotta Labs e a Melissa, através desse projeto, uniram forças para reforçar ainda mais os pilares da marca associados à moda, arte e design em inovação que utiliza a tecnologia como ferramenta de conexão emocional entre a marca, seus fãs, usuários ou simplesmente simpatizantes”.

Sobre os tokens

Os tokens poderão ser adquiridos por meio de pagamentos por cartão de crédito, PIX e, no futuro, poderão ser negociados no mercado secundário, tornando o ativo ainda mais interessante para os compradores ingressarem em iniciativas com características da chamada web3, como a transparência, segurança e oportunidades de novos tipos de relacionamento com as marcas.

Quem comprar os NFTs passa a ter a propriedade original de uma peça digital e diversos benefícios relacionados à marca. E a transparência pode ser validada com o acesso aos metadados, ou seja, as informações que descrevem o que esse ativo digital está representando ficarão armazenadas em IPFS: um serviço que permite ao proprietário acessar o NFT estando conectado à internet ou não e não podem ser modificados sem que haja uma nova transação de venda.

Uma preocupação com os ativos digitais foi o meio ambiente. Por isso, haverá a compensação da pegada de carbono dessas operações pela Moss, climatech parceira da One Percent que atua no mercado de crédito de carbono.

Publicidade
Publicidade