Publicidade
Festival de inovação e empreendedorismo acontece em Caxias do Sul/RS
12 de Novembro de 2021

Festival de inovação e empreendedorismo acontece em Caxias do Sul/RS

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Foto:Liliane Giordano

Acontece até amanhã, 12, em Caxias do Sul/RS, o Mind7 Startup 2021, evento organizado pelo Acelera Serra, associação que trabalha para fomentar o ecossistema de startups na Serra gaúcha. Nos dias 11 e 12/11 o evento reúne empresas inovadoras, fundos de investimentos, aceleradoras e especialistas da área.

O professor e palestrante Dado Schneider, mestre e doutor em Comunicação pela PUC/RS, abriu o evento com a palestra “Transformando Ideias em Revoluções”, tema do Mind7 deste ano. Conforme o professor, a internet democratizou o acesso à informação, que antes estava concentrada com as pessoas mais velhas. Em breve, segundo ele, até sete gerações estarão trabalhando juntas, sendo lideradas por pessoas mais jovens. “Fomos educados, no século XX, para não errar. Hoje, errar é legal. É preciso tentar, cair e levantar. O futuro não é dos mais novos, mas de quem soube se adaptar ao século XXI”, salientou.

Em seguida, o presidente da Associação Gaúcha de Startups (AGS), Bruno Bastos, apresentou a trilha de conteúdo A Jornada da Startup – Da Ideação ao Unicórnio, que teve curadoria da entidade. “Decidimos oferecer esse tipo de trilha porque entendemos que na região temos 75% de startups em fase de pré-operação, que ainda patinam nas vendas. Nessa trilha de palestras, propomos um ambiente para refletir e ter mais oportunidades”, explicou.

Dener Lippert, fundador e CEO da V4 Company, discursou sobre A Jornada do Cliente e o Growth. Conforme ele, essa jornada não é mais linear, com começo, meio e fim. Atualmente, segundo o especialista, o cliente está sendo impactado por diversos canais ao mesmo tempo. “Cliente não é só quem dá dinheiro, mas sim quem dá atenção. A minha sugestão é mais ação e menos glamour. Preparar, atirar e apontar, ir ajustando a mira conforme o feedback do mercado. Pela minha experiência, Marketing e Growth são áreas que têm muitas dificuldades em diversos segmentos. As empresas de sucesso são as que não param, que estão sempre em movimento, independente das tempestades no caminho”, destacou.

A programação de conteúdo da quinta-feira contou ainda com a apresentação de cases de startups que deram certo e com palestras voltadas para a formação humana e para o cliente. Houve sessão de autógrafos do livro Personalização, de Felipe Spina, sócio e head de growth da Distrito, que também palestrou sobre Como Vender para Empresas Grandes. Ao final da tarde, o Mind7 recebe a filósofa Lúcia Helena Galvão Maya, professora de Filosofia da Organização Internacional Nova Acrópole do Brasil. Ela falará sobre Cultura Tech – Como Modernizar sem Desumanizar.

 

 

Investidoras apresentam para startups
A realização dos pitches inversos foi uma das inovações do evento. Geralmente, um pitch é a apresentação da empresa que busca aportes, não o contrário. Essa novidade foi aprovada por Juremir Milani, head de produto da startup Fluid State e presidente do Trino Polo. “Nós, como startups, muitas vezes não temos clareza de como o fundo quer investir. Às vezes, o fundo não tem aderência à forma como estamos propondo. Esse pitch inverso ajuda a clarear, a termos mais assertividade quanto a onde buscar recursos. Para nós, isso é fundamental, pois atualmente são criados muitos fundos, mas não se sabe exatamente quais as regras de cada um”, explica.

Nessa dinâmica, fizeram apresentações às startups as aceleradoras e fundos de investimentos Angel Investor Club, Bossanova, Captable, Grow+, Invisto, Oxigênio, Randon Ventures, Stars, Ventiur e Wow. No total, mais de R$ 100 milhões estão disponíveis para captação durante o Mind7, em aportes imediatos ou futuros para os negócios inovadores.
 

Segundo dia terá premiações para startups
Nesta sexta-feira, serão conhecidas as startups vencedoras do Desafio Sebrae Like a Boss, tradicional concurso de startups realizado pelo Sebrae em todo o país, e da Batalha das Startups, realizada pelo Instituto Hélice e pela aceleradora Ventiur. Essa dinâmica reunirá empreendedores digitais na disputa por um investimento milionário. Eles terão a oportunidade de se apresentar para uma bancada selecionada de jurados investidores. Sairá vencedora a startup que descrever a melhor ideia para resolver problemas reais e relevantes, com um modelo de negócio inovador. A escolhida receberá um aporte de R$ 200 mil a R$ 1 milhão.

A programação de hoje, 12, contará com palestras de nomes como Edson Matsuo, do conselho administrativo da Grendene; Bruna Losada, PhD em finanças para startups; Gustavo Saiago, gerente de Experiência do Cliente do Nubank; e Luís Lamb, secretário estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia do RS. Às 16h, haverá a entrega do Prêmio Jovem Talento Empreendedor, concedido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego.

Publicidade
Publicidade