Publicidade
Conheça 5 mulheres que fazem história no universo gamer brasileiro
05 de Junho de 2024

Conheça 5 mulheres que fazem história no universo gamer brasileiro

Muitas mulheres têm vencido barreiras e construído carreiras de sucesso na internet

Publicidade

O Brasil atingiu um marco impressionante: 74,5% da população relatou jogar e se divertir quase diariamente com games.

Tal cenário favorável vem impulsionando o crescimento dos esports no país, fator que atrai talentos e fortalece a presença feminina no universo gamer. Atualmente, foram destacadas 5 mulheres que se tornaram expoentes nos jogos eletrônicos, inspirando outras meninas e mulheres de todas as idades, e conquistando espaço nesse universo predominantemente masculino.

Publicidade

Ao mesmo tempo em que o público feminino vem se tornando cada vez mais importante para o mercado de esports no Brasil, muitas mulheres estão vencendo as barreiras e construindo carreiras de sucesso como gamers na internet. De acordo com especialistas, ainda há uma percepção equivocada de que o público-alvo dos esportes eletrônicos e videogames é majoritariamente masculino, algo que está longe de ser verdade.

Natália “daiki” Vilela

Natália “daiki” Vilela, com apenas 19 anos, já é uma das melhores jogadoras de Valorant do mundo. Atuando pela Team Liquid, Daiki começou sua jornada nos games por influência dos irmãos, jogando títulos como WolfTeam e PointBlank. Orgulhosa de seus feitos na Cavalaria, ela destaca: “Conseguimos fazer história como o primeiro time inclusivo a se classificar para o ‘closed’ do maior evento misto nacional”. Além disso, sua equipe é o atual Top 2 mundial, após serem vice-campeãs na última edição do Mundial de Valorant.

Malena

Uma pioneira na popularização de gameplays no YouTube, Malena é um nome fundamental no cenário digital. Conhecida como Malena010102, seu canal no YouTube, com 6 milhões de inscritos, já ultrapassou 1 bilhão de visualizações. Ao longo de mais de 10 anos, Malena vem encantando seu público com vídeos de jogos como The Sims e Minecraft, tornando-se uma influenciadora digital, criadora de conteúdo, palestrante e apresentadora de destaque.

Letiltz

Letiltz, uma das streamers mais assistidas de Fortnite, conquistou uma grande comunidade com seu carisma e habilidade de comunicação. Conhecida por seu estilo autêntico e engraçado, suas lives na Twitch atraem diversos seguidores diariamente. Em 2023, Letiltz se destacou entre as 21 streamers de Fortnite mais assistidas do mundo e foi indicada ao prêmio E-Sports Brasil como Streamer Revelação. Sua participação na TwitchCon como representante brasileira ressalta ainda mais sua importância na comunidade global de gaming.

Isa Fonti

Isabelli Fontineli, ou Isa Fonti, é uma influenciadora de destaque no cenário de Free Fire. Sua ascensão veio durante sua passagem pela B4, e após um período dedicado à maternidade, ela voltou ao cenário competitivo como jogadora do FlaSports. Isa Fonti continua a inspirar uma grande audiência com sua paixão e dedicação ao jogo, consolidando-se como uma das maiores influenciadoras de Free Fire no Brasil.

Ana Xisdê

Ana Xisdê é uma das maiores gaminfluencers do país, com uma carreira repleta de prêmios e reconhecimentos. Nomeada quatro vezes como a Melhor Apresentadora de E-sports do mundo, Ana é também repórter, comentarista e criadora de conteúdo gamer. Nascida em Itu, São Paulo, ela já conquistou prêmios como Melhor Caster BR no Prêmio eSports Brasil e Melhor Apresentadora de eSports LATAM. Além disso, Ana foi finalista na categoria Melhor Apresentadora no eSports Awards e tornou-se a primeira jurada brasileira dessa premiação mundial.

A participação crescente das mulheres nos esportes eletrônicos deveria ser algo natural. Contudo, a presença delas ainda chama a atenção, tanto pelo histórico masculino no segmento quanto pelos desafios enfrentados por jogadoras, executivas e outras profissionais que lutam diariamente para tornar o cenário mais inclusivo.

O cenário feminino de esports no Brasil está em constante crescimento, apesar dos desafios e preconceitos. Para que se superem as adversidades, é fundamental estimular a representatividade feminina e fornecer apoio para que mais jogadoras e criadoras de conteúdo continuem em atividade, tendo em vista que, para elas, não existem obstáculos, e podemos esperar cada vez mais destaques das mulheres no mundo dos esports.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto; Divulgação

Publicidade