Ranking da Endeavor lista Florianópolis como a segunda cidade mais empreendedora do Brasil

28 de Janeiro de 2021

Joinville e Blumenau também ganham destaque no relatório

Foto de Likus no Pexels

De acordo com o Índice de Cidades Empreendedoras 2020 - relatório do Instituto Empreender Endeavor que tem o objetivo de analisar o ambiente de negócios das 100 cidades mais populosas do Brasil para mostrar quais delas têm as melhores condições para o desenvolvimento do ecossistema empreendedor e o por quê -, destacou Florianópolis como a segunda cidade mais empreendedora do Brasil, com pontuação de 8,1, ficando atrás apenas de São Paulo, com 9,5. Também estão no ranking Joinville (7,0) e Blumenau (6,8).

No que diz respeito ao Ambiente Regulatório, que analisa o tempo de abertura e liberação do negócio para funcionamento, impostos e fechamento da empresa, a Capital catarinense aparece na 23ª posição do ranking, com pontuação de 6,6. Joinville aparece em 27º lugar e Blumenau em 58º.

Em Infraestrutura, que integra as condições da cidade em acesso à internet, preço médio do m², custo de energia elétrica, taxa de homício e aspectos da mobilidade urbana, Florianópolis fica em 15º lugar, seguida de Blumenau em 24º e Joinville em 30º.

Já em Mercado, que mede a procura e demanda de cada município, levando em conta a expectativa sobre o poder de compra da população, Joinville aparece na 16ª posição, Blumenau em 21º e Florianópolis em 42º lugar.

Quando analisado o Acesso a Capital, que analisa a disponilidade de recursos para se investir em uma empresa, Florianópolis aparece em 6º lugar, com Blumenau em 28º e Joinville em 42º.

A Ilha de Santa Catarina também ganha destaque em Inovação e em Capital Humano (que mede a qualificação dos funcionários), ocupando o 1º lugar dos dois rankings. Já Joinville aparece em 4º e 25º e Blumenau em 20º e 47º, respectivamente.

Por último, Cultura Empreendedora - que envolve as vantagens competitivas de um município - mostra Joinville na 55ª posição. Blumenau e Florianópolis são listadas em 86º e 87º lugar, respectivamente, tendo menos destaque.

O relatório completo pode ser acessado aqui.

Fonte: Economia SC

Notícias Relacionadas