Publicidade
Ziraldo, um dos maiores cartunistas do país, morre no Rio de Janeiro
06 de Abril de 2024

Ziraldo, um dos maiores cartunistas do país, morre no Rio de Janeiro

Criador do Menino Maluquinho (1980) tinha 91 anos

Publicidade

Neste sábado, 6 de abril, morreu Ziraldo, em seu apartamento na zona sul do Rio de Janeiro.
Mineiro de Caratinga, Ziraldo produziu em sua trajetória centenas de histórias e personagens que povoam o imaginário infantil há gerações.

Talento
Seu nome tem origem na junção de parte do nome de sua mãe com parte do nome de seu pai: Zizinha + Geraldo = Ziraldo. Ele foi cartunista, chargista, escritor, pintor, dramaturgo, cronista, apresentador e humorista, entre outras atividades ao longo de mais de seis décadas de carreira.

Publicidade

Sua saúde debilitou-se após três acidentes vasculares cerebrais sofridos a partir de 2018, quando passou a não dar mais entrevistas por recomendação médica.

Alguns dos principais livros de Ziraldo.

  • A turma do Pererê (1960)
  • Flicts (1969)
  • O planeta lilás (1979)
  • O menino maluquinho (1980)
  • Bichinho da maçã (1982)
  • Os dez amigos (1983)
  • O joelho juvenal (1983)
  • A fábula das três cores (1985)
  • O menino marrom (1986)
  • Vito Grandam (1987)
  • Uma professora muito maluquinha (1994)
  • Vovó Delícia (1997)
  • O menino da lua (2006)
  • Uma menina chamada Julieta (2009)
  • Meninas (2019)

Publicidade
Publicidade