Publicidade
Quais são as tendências de comunicação para 2024?
21 de Dezembro de 2023

Quais são as tendências de comunicação para 2024?

"Observa-se uma mudança na dinâmica da comunicação, onde a tecnologia se torna um elemento fundamental, embora efêmero"

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

Vários especialistas em comunicação estão em busca de inspiração sobre as tendências que virão em 2024. Mudanças significativas e desafios emocionantes estão no horizonte para o ano de 2024, de acordo com as perspectivas de especialistas da another, agência de comunicação estratégica com maior oferta da América Latina.

Apesar da persistente incerteza econômica, o crescimento surge como um objetivo fundamental para as marcas para o próximo ano, no entanto, esta busca pela expansão não está isenta de desafios, fazendo com que as empresas não só se adaptem, mas também experimentem estratégias para alcançar um crescimento lucrativo.

Publicidade

Mais campanhas criativas sociais e ambientais

O Diretor Criativo da another, Oz Godínez, destaca as tendências que as campanhas sociais e ambientais irão moldar o mercado criativo em 2024. Numa era em que a consciência social e ambiental se acentua, campanhas com impacto positivo e propósito altruísta emergem como líderes na preferência do público. A audiência mostra uma inclinação crescente por experiências que não apenas divertem, mas também contribuem para causas significativas, deslocando a percepção de campanhas que simplesmente refletem a dureza da realidade.

Além disso, observa-se uma mudança na dinâmica da comunicação, onde a tecnologia se torna um elemento fundamental, embora efêmero. À medida que a tecnologia se torna mais integrada nas estratégias criativas, a atenção torna-se passageira, levando as agências a explorar abordagens inovadoras para captar e reter a atenção de um público cada vez mais digitalizado. Estas tendências delineiam um cenário em que a criatividade deve fundir-se com um propósito autêntico e adaptar-se à velocidade mutável das interações tecnológicas.

3 tendências culturais

A Diretora de Pesquisa e Planejamento Cultural, Mariana Carreón, destaca três tendências importantes: Estilo Dopamina, Fake ads e Viver com conteúdo.

No contexto do “Estilo Dopamina”, destaca-se a crescente importância das interações emocionais, onde os consumidores procuram experiências e produtos que lhes dêem um boost de dopamina, priorizando a felicidade, a satisfação e o prazer. Há uma tendência das marcas com grandes orçamentos para produções de alta qualidade que visam entreter e fascinar o público.

O “Super Real Fake Ads” é uma tendência tecnológica e publicitária, que destaca o uso generalizado de CGI na era da internet e das redes sociais.

Em relação a “Viver com conteúdo”, Carreon sugere que este contexto significa que, à medida que as pessoas ajustam as suas vidas para se concentrarem em relacionamentos significativos, essas pessoas irão consumir produtos e experiências que reflitam essa intencionalidade. Ou seja, refere-se à ideia de que à medida que as pessoas priorizam o que realmente importa em suas vidas, elas também buscarão conscientemente produtos e experiências que estejam alinhados com esses valores e objetivos.

3 tendências reveladoras de marketing de influenciadores para 2024

Jimena Gómez, vice-presidente digital da another e CEO da RAW Talent, compartilha visões perspicazes sobre as direções futuras do marketing de influenciadores para o próximo ano. Em primeiro lugar, destaca a transição para a “Atividade de Conteúdo”, onde a ênfase se afastará das métricas tradicionais, como seguidores ou visualizações, para priorizar a especialização e qualidade do conteúdo. Isto envolve uma maior integração entre influenciadores e marketing de desempenho, redefinindo a importância da criatividade e da especialização dos influenciadores em relação às métricas de alcance de massa.

Também aborda a tendência de formatos de vídeo mais longos, com plataformas como o TikTok introduzindo formatos de até 30 minutos. Gómez esclarece a estratégia por trás dessa mudança, explicando como o TikTok, enfrentando desafios de marketing, busca competir com plataformas como o YouTube. A plataforma poderia favorecer algoritmicamente conteúdos mais longos, criando um novo equilíbrio entre “formato longo” e “formato curto”.

Por fim, Gómez prevê um aumento significativo no marketing de influenciadores no Twitch, observando que apesar de sua natureza onde streamers gozarem de boa saúde financeira por parte dos seus seguidores, os criadores desta plataforma irão ser cada vez mais procurados pelas marcas. Ele antecipa uma convergência mais acentuada entre marcas e criadores no Twitch, impulsionada pela necessidade dos criadores absorverem custos associados a eventos – como a King’s League ou a King’s League LATAM – marcando assim, uma nova era para o marketing de influenciadores em plataformas de streaming. Essas tendências, delineadas por Jimena Gómez, traçam uma perspectiva empolgante para o futuro do marketing de influenciadores em 2024.

IA como aliada estratégica

A Diretor Digital da another, Steffy Hochstein, especialista em Performance & Inbound Marketing, aponta a inteligência artificial (IA) como uma aliada para as principais tendências que definirão o cenário digital em 2024. Antecipando uma proeminência contínua da inteligência artificial no marketing digital, que destaca a necessidade desenvolver competências para integrar eficazmente esta tecnologia como aliada. A IA irá melhorar a criação de conteúdos e impulsionará estratégias globais, abrindo oportunidades para uma maior eficiência e relevância em campanhas digitais.

No domínio das plataformas, o especialista destaca a influência contínua do TikTok e a importância de explorar a fundo o SEO nesta plataforma. Será relevante aproveitar corretamente as capacidades do TikTok para melhorar a visibilidade das marcas, pois pode resultar num posicionamento exponencial. Além disso, destaca a relevância contínua do Conteúdo Gerado pelo Usuário (UGC) e sugere promover esta estratégia como uma fórmula eficaz para gerar impacto no público durante o ano de 2024.

Campanhas digitais mais caras

A Gerente de Inbound Marketing da another, Eugenia Macedo comenta que uma tendência que marcará as pautas e campanhas pagas para o ano seguinte serão os custos e aumentos silenciosos, mas significativos por parte do Google.

Macedo ressalta que o Google admitiu que modificou discretamente os leilões de publicidade para atingir suas metas de receita monetária. O mecanismo de busca altera “frequentemente” os leilões que usa para vender anúncios de busca, aumentando o custo do anúncio e o preço de reserva em até cinco por cento para o anunciante médio.

A especialista acrescenta que o Google normalmente não informa os anunciantes sobre alterações de preços, porém, sabe-se devido a um julgamento do Tribunal dos Estados Unidos que mais de 60% da receita total da gigante da tecnologia é gerada através de anúncios de busca. Em 2020, esses anúncios renderam à empresa mais de US$100 bilhões, de acordo com o executivo de publicidade do Google, Jerry Dischler.

Macedo acrescentou que o Google quer continuar a ser o melhor motor de busca, por isso é importante ater-se às otimizações da gigante tecnológica, no entanto, sempre priorizando a campanha e os orçamentos do cliente. O especialista ressalta que esses produtos podem não necessariamente gerar o melhor resultado para o anunciante, mas sim para a plataforma de publicidade (Google).

“Nosso trabalho consistirá em revisar e otimizar campanhas com base nas recomendações e melhorias que o Google implementa, uma vez que sua funcionalidade e desempenho podem mudar ao longo do tempo”, disse.

IA em relações públicas e ética em conteúdos criados com chatbots

Penélope Torres, diretora de relações públicas e conteúdo

Sem dúvida, a profissionalização para o uso de inteligência artificial das redações das agências será tendência em 2024, destaca Penélope Torres, Diretora de Atendimento ao Cliente e diretora da equipe de jornalistas da another.

Torres destaca que o próximo ano será de muito aprendizado, profissionalização, estudos e até cursos avançados para criadores de conteúdo editorial e jornalistas que trabalham para marcas e empresas de todos os setores. Ele prevê que a ética no conteúdo criado com IA irá realçar a necessidade de filtros mais exigentes para os criadores de conteúdo.

Outra tendência que terá impacto no próximo ano será a transição, em grande escala, da criação de conteúdos e relações públicas para os canais digitais, porque os meios de comunicação tradicionais voltarão a sofrer uma importante transformação, onde a adaptação aos novos formatos digitais mudará a forma de levar informações ao público.

Os especialistas concordaram que as complicadas perspectivas económicas globais continuarão no próximo ano, por isso aconselham a criação de campanhas estratégicas mais bem-sucedidas e mais criativas para atingir um público cada vez mais exigente. Além disso, indicam que marcas e empresas a trabalharem com agências de comunicação com experiência na utilização de novas tecnologias, porque estas – especialmente a inteligência artificial – não param de inovar.

Foto:Unsplash

Publicidade
Publicidade