Publicidade
Projeto Antonietas é lançado pela NSC
03 de Maio de 2024

Projeto Antonietas é lançado pela NSC

Ação surge como um holofote perene e apolítico inclinado para aspectos que valorizam a mulher

Publicidade

A NSC lançou nesta quinta-feira (2/5) o projeto Antonietas, que visa ampliar voz, espaço e visibilidade a mulheres catarinenses que são destaque em suas áreas de atuação.

A ação, inspirada em Antonieta de Barros, terá conteúdos em todas as mídias e com múltiplos formatos. Mulher, jornalista, negra, professora e uma das primeiras mulheres a serem eleitas no Brasil, Antonieta teve, entre seus ideais, a emancipação feminina, firmada em 1979.

Publicidade

O projeto surge com um holofote perene e apolítico inclinado para exemplos, histórias reais, iniciativas, discussões comportamentais que valorizam a mulher e a colocam no lugar onde sempre deveria ter estado: o de paridade.

“O projeto Antonietas tem o objetivo de mostrar a força da mulher catarinense em diversas áreas. E ele já nasceu dentro da NSC com o espírito que quer ressaltar: com inclusão, diversidade, união, talento, sororidade e o compromisso de abrir espaço para tantas mulheres incríveis que estão ao nosso redor”, explica a gerente-geral de telejornalismo NSC TV, Daniella Peretti, representando as mulheres da NSC mantenedoras do projeto.

O evento de lançamento ocorreu na sede da NSC, em Florianópolis e contou com a presença de diversas representantes de entidades e lideranças femininas do Estado, entre elas, a vice-governadora Marilisa Boehm (PL).

“Muitas mulheres vão se inspirar para ter força, coragem e determinação. Tenho certeza de que elas vão se ver no projeto. A força da mulher catarinense está na vontade de vencer”, afirmou Marilisa Boehm.

A partir do lançamento, semanalmente, serão veiculados conteúdos que valorizam a força da mulher catarinense e, sobretudo, contam suas histórias inspiradoras e desafios enfrentados no decorrer do caminho.

Os conteúdos poderão ser acompanhados em todos os veículos da NSC. Na NSC TV, Antonietas terá reportagens e entrevistas sempre com o selo que identifica o projeto. No NSC Total, além dos conteúdos especiais, terá destaque o podcast quinzenal Antonietas, apresentado pelas jornalistas Eveline Pôncio e Clarissa Batistella. No primeiro episódio, participam Talita Ramos, consultora de diversidade em empresas e Sonia Hess, fundadora da Dudalina e do movimento Mulheres do Brasil. Sonia Hess também está na edição especial do impresso que conta ainda com uma reportagem especial que expõe a busca por igualdade de mais mulheres em cargos de liderança no mercado de trabalho.

Na CBN, entrevistas vão dar voz a mulheres que são destaque entre as lideranças femininas. E reportagens vão mostrar as iniciativas que enfatizam o talento e o protagonismo das catarinenses.

Os números dão a base científica para o movimento. Dados do Fórum Mundial Econômico de 2021 mostraram que o Brasil ocupa o 93º lugar em igualdade de gênero entre 156 nações. Uma perda de 26 posições em relação ao ano de 2006. Já o pacto global do Movimento Elas Lideram 2023, realizado com a ONU Mulheres, foca na aceleração da igualdade, tendo como ambição ter 1,5 mil empresas comprometidas com a paridade na alta liderança até 2030.

O projeto, que visa ampliar voz, espaço e visibilidade a mulheres catarinenses, terá conteúdos em todas as mídias, com múltiplos formatos. (Crédito: Lucas Amorelli)

Publicidade
Publicidade