Publicidade
O perfil do jornalista brasileiro: A vida de jornalista como ela é
03 de Setembro de 2014

O perfil do jornalista brasileiro: A vida de jornalista como ela é

Publicidade

A redatora do AcontecendoAqui, que estava redigindo este post, confessa que achou no Facebook o texto abaixo, como sugerido no 3º ponto… e ficou curiosa para ler o restante do livro “A vida de jornalista como ela é – o melhor do blog de Duda Rangel“. Realidade ou ficção? O que os jornalistas de plantão acham da listagem feita por Duda Rangel?

duda2

Publicidade

 

O perfil do jornalista brasileiro:

  1. 2 de cada 3 jornalistas que lamentam a provável extinção do jornal impresso não têm o hábito de ler jornal impresso.
  2. 43% dos jornalistas passam mais tempo na frente do computador do que com seus namorados. Os outros 57% estão encalhados.
  3. O Facebook é o principal meio para o jornalista bisbilhotar a vida alheia com a desculpa de estar em busca de pautas interessantes.
  4. 7 em cada 10 assessores de imprensa ficam indignados quando alguém diz que assessor não é jornalista. Os demais resolvem a questão na porrada.
  5. De cada 10 jornalistas, 11 reclamam da vida pra cacete.
  6. 99% dos jornalistas ainda têm que explicar pra tia que, apesar de serem jornalistas, não trabalham na Globo.
  7. Pizza requentada é o prato mais consumido no almoço por quem trabalha em casa. Em seguida vem o miojo sabor galinha caipira.
  8. De cada 10 jornalistas culturais rotulados de gays em fofocas de mesa de bar, 4 são heterossexuais apesar de não parecerem, 3 são gays enrustidos e 3 são tão donos dos respectivos cus que não têm vergonha de assumir o que fazem com os respectivos cus.
  9. Enquanto 76% dos jornalistas vivem sem um plano de carreira, apenas 2% conseguem viver sem um telefone celular.
  10. De cada 5 mulheres jornalistas, 3 pensam em trocar o emprego por um marido igual ao da Ticiana Villas Boas.
  11. O jornalista do século 21 cria a pauta, vai atrás das fontes, é motorista, apura, checa, escreve, revisa, vende Natura, edita texto, põe título, subtítulo, legenda, vende ovo de Páscoa, faz foto, trata imagem, filma, edita vídeo, joga na Mega-Sena, sobe arquivo no site, fecha matéria e, nas horas vagas, faz um monte de frila.
  12. O jornalista do século 21, acreditem, também trepa.
  13. 88% dos jornalistas garantem que, a partir da próxima segunda-feira, vão começar a cuidar mais da saúde.

 

Descrição do livro:

O livro, adaptação do blog Desilusões perdidas, de Duda Rangel, retrata com bom humor as dificuldades e os prazeres da vida de jornalista. Em 200 páginas, o livro reúne 110 textos dos cerca de 500 produzidos para o blog em quase quatro anos. São contos, crônicas, poesias e paródias, tudo organizado em capítulos temáticos. Duda é um jornalista que perde o emprego, a mulher e o rumo de sua vida. Sem dinheiro para fazer terapia e sem competência para o suicídio, decide criar um blog. Apaixonado pela profissão, Duda mostra nos textos que, apesar das desilusões, é possível recomeçar. O livro tem como autores os jornalistas e irmãos gêmeos Anderson e Emerson Couto, criadores do Duda e do blog. Quer um livro com dedicatória? Escreva para [email protected], dizendo que efetuou a compra pela loja do Facebook e que deseja receber o livro autografado. Informe seu nome completo, número do pedido e a quem a dedicatória é dirigida. As vendas e entregas são feitas apenas dentro do Brasil.

Publicidade
WhatsApp
Junte-se a nós no WhatsApp para ficar por dentro das últimas novidades! Entre no grupo

Ao entrar neste grupo do WhatsApp, você concorda com os termos e política de privacidade aplicáveis.

    Newsletter