Publicidade
Manifesto feminino arrecada itens para o Sul em 20 cidades brasileiras
10 de Maio de 2024

Manifesto feminino arrecada itens para o Sul em 20 cidades brasileiras

Mobilização solidária já conta com mais de 200 mil reais arrecadados

Publicidade

Um movimento global liderado pela psicanalista Ana Lisboa tem como objetivo mudar a narrativa em torno das “feridas maternas”, um tema tanto delicado quanto essencial, em um evento simultâneo que acontece em mais de 20 cidades brasileiras, no próximo dia 11/5.

O manifesto gratuito, que acontece anualmente, este ano traz como temática o Dia das Mães, destacando o processo de cura e reconhecimento, além de ser um convite solidário para quem deseja colaborar com doações para as famílias desabrigadas do Rio Grande do Sul.

Publicidade

A psicanalista já iniciou a grande mobilização no último fim de semana, conseguindo arrecadar e encaminhar mais de 200 mil reais para as famílias que perderam tudo.

“O manifesto acontece em 23 cidades e a ideia é manter com o objetivo de cura e transformação de mulheres, porém, em prol do Rio Grande do Sul, com arrecadações, em dinheiro e itens, para serem encaminhados ao estado. Temos também o objetivo de que a nossa comunidade de mulheres se mobilize depois para servir em nível terapêutico e emocional a essas pessoas e famílias do Sul”, destaca Ana Lisboa.

Presencialmente, o movimento já aconteceu em Portugal, no último dia 5/5, e agora, em locais icônicos como São Paulo, Florianópolis, Curitiba, Rio de Janeiro e Goiânia, além de cidades globais como Londres, França e Paris. “Todos simultaneamente no dia 11/5”, explica Lisboa.

Ana Lisboa, que já inspirou mais de 30 mil mulheres a redescobrir e valorizar o poder do feminino, organiza esse manifesto com aulas presenciais que envolvem mentoria, meditação e dança. Segundo a psicanalista, nesse manifesto, praças e diversos locais ao redor do mundo se transformarão em arenas de poder feminino e cura.

“Observamos uma quantidade significativa de mulheres que enfrentam desafios diários e se sentem isoladas. Esses encontros são a prova de que, unidas, elas possuem infinitas possibilidades para uma vida mais plena e saudável. Estamos não apenas abordando feridas longamente silenciadas, mas também celebrando e resgatando a essência feminina, muitas vezes esquecida”, destaca Ana.

As mulheres que desejam participar do manifesto, podem conferir os locais por meio do site e levarem as doações no dia do manifesto. As inscrições seguem abertas e disponíveis.

Foto: Divulgação

Publicidade
Publicidade