Publicidade
Grupo ND comemora a conquista de 116 prêmios nos últimos anos
30 de Janeiro de 2024

Grupo ND comemora a conquista de 116 prêmios nos últimos anos

Atualmente, a empresa conta com uma equipe composta por mais de 630 colaboradores

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

O Grupo ND comemora feitos notáveis ao alcançar a marca de 116 prêmios nos últimos 13 anos.

 

Publicidade

Desde sua fundação, a equipe de jornalistas do Grupo ND tem mantido uma posição de destaque, evidenciando um compromisso sólido com a qualidade e relevância das notícias. Anualmente, a empresa tem sido premiada com reconhecimentos em diversas categorias, destacando-se pela qualidade das reportagens, investigações aprofundadas e inovação jornalística.

Ao longo dos cerca de 35 anos de existência, o Grupo ND experimentou um crescimento consistente. Atualmente, a empresa conta com uma equipe composta por mais de 630 colaboradores, muitos dos quais dedicaram uma parte significativa de suas carreiras ao grupo.

Dentre todas as frentes que atua, o Grupo declara a preocupação com um futuro sustentável para o estado e país, destacando-se como o pioneiro em comunicação carbono neutro, tendo conteúdos centrados em temáticas ambientais e recebendo reconhecimento constante. Só neste quesito já foram mais de dez prêmios que trazem à tona a questão ambiental e sustentável.

 

No último ano o Grupo recebeu 16 premiações, confira:

Melhor profissional na categoria telejornalismo do 3º Prêmio Ielusc de Comunicação

A apresentadora do Balanço Geral Joinville, Sabrina Aguiar foi homenageada e premiada, no 3º Prêmio Ielusc de Comunicação. A jornalista foi eleita pelo voto popular a melhor profissional na categoria telejornalismo.

● 2º Lugar na Categoria Vídeo Prêmio FIESC de Jornalismo 2023

Jornalistas Luan Vosnhak, Marinês Barboza, Sirlanderson Silva e Andreza Oliveira

NDTV, de Florianópolis; Reportagem: “ESG na indústria: onde desafios se tornam oportunidades”.

3º Lugar na Categoria Texto Prêmio FIESC de Jornalismo 2023

Jornalista: Paulo Rolemberg, Leonardo Munhoz, Felipe Alves e Gil Jesus

Jornal ND, de Florianópolis; Reportagem: “Desafios e oportunidades no mercado de trabalho inclusivo”.

Prêmio Opec de Ouro Acaert 2023

1º lugar na categoria vídeo na 2ª edição do Prêmio de Jornalismo AMIG: mineração em foco

A reportagem do jornalista Luan Vosnhak teve como tema “Criação de tilápias em cavas é alternativa para recuperação de áreas degradadas pós-mineração”.

● 1º e 2º Lugar na categoria Jornalismo Visual

Com o “O mapa do Plano Diretor de Florianópolis” e “Dinheiro público e transparência: quanto custam os parlamentares catarinenses” . Os dois trabalhos foram elaborados pelo Núcleo de Dados e Investigação do Grupo ND sob a gestão da jornalista Vanessa da Rocha e produção de Lorenzo Dornelles.

● 2º Lugar na categoria Fotojornalismo do 2º Prêmio ACI Ocesc de Jornalismo “Consumo aquecido” do repórter fotográfico Leo Munhoz.

2º Lugar na categoria Cooperativismo com o trabalho do 2º Prêmio ACI OCesc de Jornalismo

“O futuro do cooperativismo – caderno especial do jornal ND”. De autoria do Núcleo de Dados e Jornalismo Investigativo do Grupo ND, elaborado pela jornalista Vanessa da Rocha e com participação de diversos profissionais, entre eles Pâmela Schneider, que conduziu a principal reportagem especial do caderno.

1º lugar na categoria audiovisual do VI Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros organizado pela ENS (Escola Nacional de Seguros), em São Paulo

1º Lugar na categoria vídeo | 22° Prêmio Acic de Jornalismo

Jornalista Juno César – NDTV Criciúma, com a reportagem “Turismo do carvão: Criciúma se volta ao passado para atrair e encantar visitantes”.

2º Lugar na categoria vídeo | 22° Prêmio Acic de Jornalismo

Jornalista Pedro Garcia – NDTV Criciúma, com a reportagem “A amizade que marcou a história: tubaronense constrói cadeira de rodas em formato de caminhão”

3º Lugar na categoria vídeo | 22° Prêmio Acic de Jornalismo

Jornalista Vinícius Sieglitz – NDTV Criciúma, com a reportagem “Investindo em sonhos: empresas de crédito ajudam MEIs a empreender”.

2º Lugar na categoria Reportagem Geral | 22° Prêmio Acic de Jornalismo

Jornalista Beatriz Formanski – NDTV Criciúma com a reportagem “Agosto Lilás: vítimas relatam ‘cicatrizes invisíveis’ e reforçam luta contra a violência psicológica”.

1º Lugar na categoria Transição Energética Justa | 22° Prêmio Acic de Jornalismo

Jornalista Pedro Garcia – NDTV Criciúma com a reportagem “Complexo Termelétrico Jorge Lacerda: compromisso com o meio ambiente e com a transição energética justa”.

3º Lugar na categoria Transição Energética Justa | 22° Prêmio Acic de Jornalismo

Jornalista Vinícius Sieglitz – NDTV Criciúma com a reportagem “Você sabe o que são terras raras? Projeto visa desenvolver tecnologia para extração do mineral”.

 

Publicidade
Publicidade