Publicidade
Etiqueta dos press-releases
05 de Julho de 2012

Etiqueta dos press-releases

Publicidade

A febre das redes sociais, pós era do sucesso dos reality shows, nos dá a impressão que qualquer um pode entrar na sua casa, tirar o casaco, sentar no sofá e ligar a televisão. Tudo com muito carinho, muito afago e palavras motivacionais. A tão falada exposição da intimidade, tema de uma coluna aqui do meu amigo Celso Vicenzi, alastrou-se rapidamente para os textos que os assessores de imprensa enviam aos jornalistas das redações – os chamados press-releases.

Alguém pergunta, como assim? De que forma? Na forma de interjeições ou cumprimentos exagerados, que podem até transformar em ruído a mensagem que se deseja passar. O exagero em querer ser íntimo para garantir algum resultado pode ser um “tiro no pé”.

Publicidade

Quer ver só? Que tal no final da mensagem o remetente colocar “um super beijo pra você”, considerando que o mesmo texto foi enviado por um sistema de distribuição para mais de trezentos jornalistas. Se um beijo, ou beijos, já pode ser considerado um exagero, imagine no superlativo! As exceções, claro, se você é realmente íntimo do destinatário e manda uma mensagem exclusiva.

E as interjeições? Olá, eta!, eia!, oba!, eba!, viva!, uhu!, puxa!, nossa!, que coisa!, ufa!, bravo!, viva! Foi mal!

Na despedida, antes do super beijo, ainda vem a fatalidade:  estamos à disposição para qualquer coisa. Hã? Como assim? Não seria à disposição para mais informações sobre o texto enviado?

O release nada mais é do que a informação que vai ajudar o jornalista numa reportagem, que vai sugerir um tema a ser trabalhado, que vai explicar algum lançamento ou algum fato que deva ser comunicado à imprensa. A origem da palavra (liberação, em inglês) nos lembra que estamos soltando uma informação antes da matéria ser veiculada.

Sem querer ser chata ou exagerar, afinal também mando beijos, abraços, e às vezes acabo me confundindo nos cumprimentos, o ideal é prestar atenção no que mais importa: conteúdo informativo.

A etiqueta no envio dos releases, na minha opinião, deve seguir alguns preceitos:

– Na mensagem antes do texto, seja objetivo. Pode até ser informal quando convier, mas seja rápido.

– O início do release deve conter o lead como numa matéria qualquer. Evite ficar enrolando com números, contextos ou dados que tentam “validar” a pauta que você quer oferecer. No final podem ter mais dados, o boiler da empresa etc.

– Não envie dezenas de fotos ao mesmo tempo ou fotos em altíssima resolução. Primeiro converse com o jornalista para saber do interesse. Mande uma como exemplo e avise que tem mais.

– Exclusividade é exclusividade. Avise o jornalista quando for liberar a informação ou sugestão para outro veículo.

– Trabalhe as informações de acordo com o perfil do veículo e escolha a editoria correta, nem que pra isso seja necessário sondar antes no próprio veículo.

Outros pequenos detalhes podem causar boa impressão. O menos pode ser mais, pense nisso.

Até a próxima!

Publicidade
Publicidade