Publicidade
Colunista da Gazeta do Povo é condenado à prisão por matéria publicada em 2014
19 de Dezembro de 2016

Colunista da Gazeta do Povo é condenado à prisão por matéria publicada em 2014

Publicidade

O colunista da Gazeta do Povo Celso Nascimento foi condenado a nove meses e dez dias de prisão. De acordo com o Comunique-se, a condenação se deu porque o jornalista publicou uma matéria em 12 de novembro de 2014 questionando a demora em um parecer sobre o projeto do metrô para Curitiba. Na decisão, endossada pelo Ministério Público, o juiz Plínio Augusto Penteado de Carvalho considerou que Nascimento cometeu os crimes de injúria e calúnia.

Com o título ‘Atraso do metrô custa meio milhão por dia’, a coluna mencionava a conta feita pelo prefeito Gustavo Fruet, que calculava o prejuízo com a correção inflacionária a partir da demora na análise no edital de licitação do metrô. Na época, o conselheiro Ivan Bonilha – atual presidente do Tribunal de Contas do Paraná (TC-PR) – estava há quatro meses com o processo de licitação do metrô aguardando parecer. Na reportagem, Nascimento mencionou a relação do conselheiro com o governador Beto Richa, de quem foi procurador-geral, traçando implicações políticas do caso.

Publicidade

Segundo do site, Bonilha recorreu à Justiça propondo a ação criminal porque se sentiu prejudicado. O magistrado condenou Nascimento à perda dos direitos políticos e à prisão, mas como o jornalista tem mais de 70 anos, a pena foi convertida ao pagamento de dez salários mínimos a Bonilha.

Em resposta, entidades divulgaram nota afirmando que a condenação se trata de “ataque à liberdade de expressão e ao livre exercício do jornalismo” e informaram que esperam que a sentença seja reformada. As associações Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Nacional de Editores de Revistas (Aner) e Nacional de Jornais (ANJ) consideram “grave equívoco” a condenação do profissional.

Publicidade
Publicidade