Publicidade
Cacau Menezes adere ao “grito de alerta” de Guga Kuerten
08 de Outubro de 2011

Cacau Menezes adere ao “grito de alerta” de Guga Kuerten

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook

O destaque da semana que está terminando, na grande mídia e nas principais redes sociais, foi o grito de alerta manifestado por um desabafo de Gustavo Kuerten dizendo-se decepcionado com o descaso das autoridades com a cidade de Florianópolis. Na entrevista concedida ao Diário Catarinense no dia 4 de outubro (vídeo aqui), Guga Kuerten falou  sobre a violência e o caos que vive sua cidade: "eu percebo, olho a minha cidade, vejo que Floripa está ao léu". E pensa em deixar Florianópolis. O AcontecendoAqui perguntou aos seus leitores: "Você que mora em Floripa também está com essa sensação?" Veja aqui os comentários dos leitores.

 
Guga Prefeito
Como se viu na entrevista acima, e também em muitas manisfestações nas mídias sociais, especula-se sobre a possibilidade de Guga Kuerten sair candidato a Prefeito de Florianópolis. Este assunto não é de agora. Este portal divulgou nota referente à essa possibilidade no dia 1 de fevereiro deste ano. Leia aqui.
 
Nossos leitores no facebook 5/10
No dia seguinte ao desabafo de Guga, o colunista de maior audiência do Diário Catarinense, Cacau Menezes, não poupou de críticas (sem citar o nome) o desabafo de Guga. Muitos de nossos seguidores comentaram a reação do colunista (aqui). E perguntamos a eles: "Por que, na sua opinião, Cacau não soma com Guga Kuerten e ajuda a criar uma ação popular para defender a cidade das barbaridades cometidas com ela?"
 
Cacau adere
Na edição do DC deste sábado, 8 de outubro, Cacau Menezes registra em sua coluna uma sensata manifestação de apoio ao gesto de Guga Kuerten, conforme segue:
"Floripa em debate
Com o episódio Guga Kuerten, ficou claro que os habitantes estão dispostos a debater a cidade, propor novas alternativas ou atualizar as antigas. Vieram opiniões de todos os setores. A ideia seria realizar uns três seminários, em local de amplo espaço, para que dali surja – só para sugerir um nome – A Carta de Florianópolis.
Durante os debates, é claro que seriam quebrados pratos, mas, ao final, espera-se, sairia um documento aproveitável. Essa carta seria entregue aos candidatos. Ao invés das promessas deles, as nossas reivindicações. Quem se propõe a liderar? Não pode ser político, para não comprometer a iniciativa."
 
Nós do AcontecendoAqui apoiamos essa sugestão de Cacau. E, acreditamos, boa parte de nossos esclarecidos leitores também aderem à uma ação efetiva para controlar os desmandos e garantirmos o futuro que todos desejamos para Florianópolis.

Publicidade
Publicidade
Publicidade