Publicidade
ARTIGO | A importância de transformar um líder em um agente comunicador
19 de Abril de 2024

ARTIGO | A importância de transformar um líder em um agente comunicador

*Por Hugo Godinho, CEO da Dialog, HR Tech líder em Comunicação Interna e engajamento no Brasil

Publicidade

Um líder comunicador não é apenas alguém que sabe se comunicar. Ele é, também, um exemplo a ser seguido pelo restante do time.

A eficiência da Comunicação Interna em uma organização está intrinsecamente ligada ao envolvimento ativo das lideranças no processo.

Publicidade

Sendo uma ferramenta essencial para promover a transparência, alinhar objetivos, repassar valores e fortalecer o senso de pertencimento dos colaboradores, a Comunicação Interna só consegue atingir seu verdadeiro potencial quando conta com o apoio de lideranças atentas e dispostas a se envolver no fluxo da mensagem.

Isso significa que os líderes devem atuar não apenas como transmissores da informação, mas também como catalisadores do diálogo, ouvindo as contribuições dos colaboradores, transmitindo segurança e agindo como um importante elo entre a equipe e o restante da organização. Quando os líderes se tornam agentes comunicadores, é possível aumentar a credibilidade das mensagens e valorizar, na cultura organizacional, a transparência e a colaboração.

Além de inspirar comportamentos, posturas e boas práticas, essa liderança é capaz de fortalecer a cultura da empresa e impulsionar a performance individual, influenciando os colaboradores no que diz respeito ao engajamento no ambiente de trabalho.

Quando participa ativamente da construção da Comunicação Interna, essa liderança auxilia a área a desenvolver os projetos necessários e se mostra presente no dia a dia dos liderados. Isso cria um ambiente favorável e propício em termos de desempenho e inovação. Afinal, quando as pessoas se sentem acolhidas, ouvidas e valorizadas no trabalho, elas se sentem mais engajadas e motivadas em suas funções – o que, é claro, contribui muito para a retenção de talentos.

Recentemente, a Aberje e a Ação Integrada divulgaram um relatório que aponta o seguinte: para 64% dos profissionais de Comunicação Interna, engajar lideranças como comunicadores é o principal desafio em 2024. Já é o oitavo ano consecutivo que esse objetivo lidera o ranking. Esse número mostra a urgência de identificar meios para investir no desenvolvimento desses profissionais.

Formar um líder comunicador nunca é fácil, principalmente porque precisamos entender e reconhecer as particularidades e os contextos de cada um. No entanto, se eu pudesse dar três dicas iniciais, diria para a área de Comunicação Interna começar essa jornada de desenvolvimento a partir destes passos:

1. Mostre o potencial estratégico da Comunicação Interna:

Entender que a Comunicação Interna, quando estratégica e bem feita, pode ajudar as empresas a conquistar melhores resultados é a etapa número um dessa mudança de mentalidade e comportamento. Quando um líder compreende que se comunicar bem com a sua equipe é fundamental para que o time performe melhor, o desenvolvimento dessa habilidade comunicacional recebe o estímulo necessário. Além disso, empresas que contam com uma ferramenta de Comunicação Interna eficiente, como a Dialog, têm mais facilidade e recursos para mostrar o potencial estratégico da área.

2. Organize treinamentos e workshops

A comunicação é uma habilidade que pode ser desenvolvida e aprimorada. Por isso, se a sua empresa enfrenta o desafio de engajar as lideranças nesse processo, realize treinamentos específicos sobre o tema para apoiar esse grupo no decorrer do caminho. Ter acesso ao porquê das coisas e ao como fazer é um grande diferencial nesse processo de formação.

3. Ofereça meios para o líder atuar como um comunicador

Seja em empresas que atuam de forma presencial ou naquelas que são estruturadas no modelo remoto, o contato da liderança com o time deve fazer parte da rotina. Nesse sentido, para garantir uma experiência digital contínua e alinhada, contar com um canal de comunicação que traga protagonismo ao líder contribui muito para o despertar de sua voz ativa. Uma plataforma de Comunicação Interna inteligente, como a Dialog, traz insights acionáveis para enriquecer a conexão entre a liderança e o liderado.

É claro que essa transformação de um líder para um agente comunicador não acontece de uma hora para outra. Esse é um processo que precisa ser muito bem estruturado e contar com o apoio de diferentes áreas, como a de Comunicação Interna e a de Recursos Humanos. Porém, apesar de trabalhosa, essa jornada de desenvolvimento é benéfica e necessária para o sucesso do negócio.

*Por Hugo Godinho, CEO da Dialog, HR Tech líder em Comunicação Interna e engajamento no Brasil

Imagem: Pexels

Publicidade
Publicidade