Publicidade
Alright realiza live “O Papel do Jornalismo Local no Combate à Desinformação” em parceria com a agência Lupa
08 de Abril de 2024

Alright realiza live “O Papel do Jornalismo Local no Combate à Desinformação” em parceria com a agência Lupa

O bate-papo vai ser transmitido pelo YouTube da Alright no dia 18/04

Publicidade

A Alright irá realizar a live O Papel do Jornalismo Local no Combate à Desinformação, na quinta-feira, dia 18/04, às 10h. O debate será transmitido no canal do YouTube.

Entre os principais objetivos da live está a busca por fortalecer veículos de comunicação, editores e jornalistas locais, no uso das principais metodologias de verificação e checagem de fatos.

Publicidade

Além disso, a Alright busca incentivar editores e veículos locais para continuarem atuando como agentes no combate à desinformação em defesa da democracia.

E neste bate-papo, a Alright contará com a presença da CEO da Aência Lupa, Natália Leal. A Lupa foi fundada em 2015 e tem um papel decisivo no combate à desinformaçãoNo início, era uma agência de notícias especializada em fact-checking (checagem de fatos). Depois, as atividades se expandiram e, atualmente, a Lupa tem duas frentes de atuaçãoJornalismo, com reportagens, checagens, verificações e conteúdos especiais, e Educação, com oficinas, treinamentos, repositório de pesquisas sobre desinformação e ações de educação midiática em escolas, universidades, instituições e empresas.

SE INSCREVA AQUI.

Por que é importante falar sobre desinformação?

A disseminação de desinformação, notícias falsas (fake news), e a própria infodemia (excesso de informações) não são fenômenos novos nos meios digitais.

E, apesar de acontecerem há muitos anos, a propagação de desinformação aumenta, ainda mais, em ano eleitoral. Em 2024, com as eleições municipais no Brasil, a desinformação assola redes sociais, aplicativos de mensagens, sites e portais, o que traz ameaça à democracia e à sociedade.

Quais temas serão debatidos na live?

O avanço acelerado das tecnologias de Inteligência artificial associado à intencionalidade desinformativa, como o uso de deep fakes, aumenta a responsabilidade jornalística em ano eleitoral.

O fenômeno do deep fake se manifesta quando a IA mistura, combina, substitui ou sobrepõe áudios e imagens, criando vídeos e arquivos falsificados nos quais pessoas podem ser inseridas em diferentes contextos, “dizendo” palavras que nunca foram ditas por elas ou até adotando comportamentos que jamais tomaram.

A Alright busca, nesta live, compartilhar mais sobre as formas de combate à desinformação como educação midiática, metodologias de checagem e verificação, entre outras que serão apresentados pelos convidados.

Serão debatidas outras soluções para fortalecer o ecossistema jornalístico, como o trabalho colaborativo, a educação de profissionais, leitores e audiência, entre outras .

Também serão avaliadas perspectivas futuras, que envolvem regulamentação e controle por parte do poder público, com a justiça eleitoral desempenhando um papel crucial na mobilização de diversos setores da sociedade.

Um dos métodos que serão apresentados pela agência Lupa é um manual prático com passo a passo das técnicas utilizadas para combater a desinformação.

O fundador da Alright, Domingos Secco, defende que a credibilidade é o bem mais precioso dos veículos de notícias locais. Ele também destaca que os veículos têm um papel fundamental no combate à desinformação por meio da apuração e verificação de fatos. “O que nós vamos discutir é a essência do negócio do jornalismo.

Por isso tem que mobilizar muito, especialmente nessa época que é um ano eleitoral de eleições municipais, e agora que as tecnologias, a inteligência artificial, vão facilitar demais quem quer ruir com o princípio e os valores do jornalismo.

Todo mundo que está envolvido com jornalismo, tem que lutar, levantar essa bandeira, ir para a rua, ligar o microfone, o megafone, e trabalhar na checagem e no combate à desinformação, porque ela não só é prejudicial para a sociedade, mas ela rui, ela acaba, arruina com o negócio do jornalismo”, explica.

As vagas para a inscrição na live são limitadas! Acesse agora mesmo a página e garanta o seu lugar preenchendo o formulário disponível.

Conheça os convidados

  • Natália Leal é jornalista e diretora executiva da agência Lupa, plataforma de combate à desinformação. É especialista em gestão de recursos humanos e cursa especialização em gestão empresarial. Já atuou como editora-assistente, coordenadora de produção e repórter, passando por diversas redações do Brasil.
  • Marta Alencar é Jornalista, Doutoranda em Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), professora substituta da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) em Imperatriz. Fundadora da COAR (Startup Jornalística e Educacional de Fact-checking no Nordeste) e do E-COAR Podcast.
  • Marco Aurélio Jacob é jornalista e publicitário, sócio-fundador e CEO do Portal Gazeta do Cerrado, apresentador na Rádio 96 FM, especialista em Alta Performance e Eficiência em Projetos. Também é cineasta, documentarista e produtor audiovisual. Além disso, é roteirista, produtor, e diretor de TV e Cinema.
  • Marlise Viegas Brenol é Jornalista e Pesquisadora e fará a mediação do bate-papo.

E tem mais: o Guia Alright 2024: Como Transformar Tendências em Ações pode ser baixado de forma gratuita. O manual foi escrito com a colaboração de mais de 15 profissionais da área da comunicação, que apresenta 12 tendências para este ano. Mais do que explicar e contextualizar, ensina como colocar em prática as ações e estratégias. O Guia será enviado de forma gratuita, após o preenchimento do formulário: https://lives.alright.com.br/guia-pratico-gratuito

 

Publicidade
Publicidade