Publicidade
Acusado de planejar assassinato do jornalista Auro Ida é condenado a 15 anos de prisão
11 de Julho de 2016

Acusado de planejar assassinato do jornalista Auro Ida é condenado a 15 anos de prisão

Publicidade

A juíza da 1ª Vara Criminal de Cuiabá, Monica Catarina Perri Siqueira determinou na última quinta-feira (11) que Rubens Alves de Lima, acusado de planejar o assassinato do jornalista Auro Ida, em julho de 2011, deve cumprir 15 anos de prisão. Lima deverá cumprir a pena em regime fechado, sem apelar em liberdade. Segundo o Ministério Público Estadual (MPE), Lima teria mandado matar Ida por motivação passional, já que o jornalista estava namorando sua ex-mulher.

O crime aconteceu na madrugada do dia 23 de julho de 2011, na porta da casa da namorada de Auro. O jornalista foi executado com seis tiros. De acordo com o Comunique-se, o assassinato foi encomendado a Evair Peres Madeira Arantes, que na época tinha 17 anos e recebeu R$ 1,5 mil. Ele já foi condenado a 15 anos e seis meses de prisão. O terceiro envolvido, identificado como Alessandro Silva da Paz, foi acusado de contratar o jovem Arantes. Ele foi condenado a 16 anos e seis de prisão em regime fechado.

Publicidade

Ida foi um dos fundadores do site MidiaNews, secretário de Comunicação da Prefeitura e da Câmara de Cuiabá e repórter político do jornal A Gazeta.

Publicidade
WhatsApp
Junte-se a nós no WhatsApp para ficar por dentro das últimas novidades! Entre no grupo

Ao entrar neste grupo do WhatsApp, você concorda com os termos e política de privacidade aplicáveis.

    Newsletter