Descubra o primeiro orador secreto do Cannes Lions

17 de Junho de 2019

Uma novidade desta edição são palestras feitas por oradores com perfil de grandes inspiradores

 

Este ano, pela primeira vez no festival Cannes Lions, serão apresentados os "Secret Speakers" (Oradores Secretos), em sessões de 15 minutos com palestrantes inspiradores.

Os oradores devem ser grandes inspiradores, daqueles que inspiram você a fazer algo diferente.

 

O primeiro orador foi Josh Coombes, que realizou o trabalho Do Something for Nothing (Faça algo por nada). Ele explicou como tudo começou há 3, 4 anos atrás.

Josh contou como a ideia surgiu, ele ajudava os mendigos dando algumas moedas sempre que os via, mas achava que não era suficiente, e ele achava que poderia fazer algo maior para os sem-teto, e que poderia se relacionar de uma outra maneira com eles.

Na época, ele trabalhava como cabelereiro, e um dia ele parou para conversar com um morador de rua da sua cidade. E isso fez ele mudar sua maneira de enxergar os sem teto. Desde então ele começou a cortar o cabelo dessas pessoas gratuitamente. A sensação de prazer em ajudar os outros acabou se tornando um “vício”.

Ele queria compartilhar esse prazer com outras pessoas, mas notou que não se tratava somente de cortar cabelos, mas de ajudar os outros de maneira geral, e assim surgiu a ideia do Do Something for Nothing (Faça algo por nada).

 

O projeto ganhou uma grande atenção e ele passou a viajar por todo o mundo cortando cabelos. E esses moradores de rua acabaram se tornando seus guias locais, e ele criou laços de amizade em todo mundo.

 

Agora ele está criando um exposição de arte, Light + Noise,  com retratos dessas pessoas, afim de coletar fundos. E, a fim de engajar mais pessoas, ele criou um movimento, onde são realizados encontros com outras pessoas que tomaram iniciativas parecidas de ajudar moradores de ruas.

 

Durante essa palestra era possível postar perguntas online. Em resposta a uma das perguntas Josh afirmou que as mídias sociais como Facebook e Instagram foram cruciais para propagar sua mensagem.