2021: Cenários, Tendências, Insights | por Gustavo Trentini, Nacionalvox

06 de Janeiro de 2021

Aprenda como maximizar as ferramentas analíticas que rastreiam suas iniciativas.

 

Empresas e profissionais correm contra o tempo na criação ou conclusão do tão esperado planejamento de marketing para aplicar no próximo ano. Com a pandemia de coronavírus ainda sendo muito real, é preciso pensar em um cronograma viável de quando voltaremos a fazer negócios normalmente (ou se isso for se efetivar). 
 

Fica quase impossível tentar planejar para 2021, especialmente se uma parte significativa de seu orçamento de marketing de todo ano é alocado para eventos presenciais. Ou a incerteza da economia não oferece muitos atrativos para pensar a longo prazo, muito menos planejar ações para 12 meses. 
 

Embora não saibamos todas as respostas, aqui estão algumas coisas que acredito que serão úteis ao tentar criar planos de marketing viáveis e orçamentos para o ano que vem. 
 

1. Abuse da presença digital e seja realista sobre seus projetos
Eventos, feiras de negócios, conferências… se forem eventos presenciais agendados para a primeira metade do ano, você deve assumir que há uma boa chance de se tornarem virtuais ou, pelo menos, uma tendência que algumas grandes empresas estão adotando: evento híbrido (uma combinação de presencial e virtual). 

 

2. O planejamento ficou mais curto e exige criatividade
A maioria dos profissionais de marketing está acostumada a planejar 12 meses de cada vez. Infelizmente, em um clima desconhecido, essa não será a melhor estratégia pelo menos nos próximos um ou dois anos.

 

3. O foco é no digital
Embora as empresas físicas tenham sofrido um grande golpe em 2020, os varejistas online relataram um aumento de 68% nas vendas em comparação com o mesmo período do ano anterior. Sem dúvida, as empresas com uma forte presença online estarão melhor posicionadas em 2021.

 

4. O cliente ideal quer entrega de valor
Em 2020, os profissionais de marketing reconheceram uma infeliz queda na lealdade do cliente, tanto durante os fechamentos na quarentena como depois que a economia começou a reabrir. Agora é a hora de desenvolver uma nova estratégia para se reconectar com seus clientes – e uma via é por meio de seus valores compartilhados.

 

5. Métricas devem ser levadas a sério
Finalmente, seu plano de marketing em 2021 precisa ter metas e métricas definidas para determinar se você está atingindo os resultados. Aprenda como maximizar as ferramentas analíticas que rastreiam suas iniciativas.

 

Por fim, acima de tudo, seja positivo. Ninguém segue em frente se optar pela desorganização ou falta de planejamento em uma nova realidade. Lembre-se que em 2019, ninguém esperava que 2020 teria tantos desafios para os negócios. As empresas que falharam em 2020 o fizeram porque seus proprietários não foram capazes ou não estavam dispostos a ajustar seu marketing e estratégia digital para atender às mudanças de comportamento dos consumidores, como resultado da pandemia, que infelizmente ainda não acabou.
 

Um feliz e um próspero 2021.
 

Gustavo F. D. TrentiniDiretor Executivo e Novos Negócios

Notícias Relacionadas